Um dos maiores sucessos de bilheteria do teatro brasi­leiro há quase duas décadas, “Os Monólogos da Vagina” é uma das atrações da vitri­ne da plataforma digital “Eu Faço Cultura” (www.eufaco­cultura.com.br) em Ribei­rão Preto, nos dias 15 e 16 de fevereiro, às 21h. Para ter acesso ao ingresso gratuito e assistir ao espetáculo, apre­sentado no teatro municipal, a pessoa precisa ser cadastra­da no programa.

O público da região de Ribeirão Preto terá a opor­tunidade de conhecer o texto da norte-americana Eve Ens­ler, que ganhou adaptações em diversos países. A autora reuniu depoimentos de mu­lheres de diferentes culturas sobre temas do universo fe­minino, como maternidade e sexualidade, com sucesso de público e crítica, pela abor­dagem inédita em forma de tragicomédia.

A peça começou a ser produzida no Brasil no início dos anos 2.000, com adap­tação do premiado autor Miguel Falabella. Reuniu ao longo dos anos um elenco de nomes consagrados como Adriana Lessa, Cissa Guima­rães e Zezé Polessa. No atual elenco estão as atrizes Maxi­miliana Reis, Cacau Melo e Sônia Ferreira.

Saiba mais
O Programa “Eu Faço Cul­tura” beneficia alunos de es­colas públicas (desde a escola básica até o ensino profissio­nalizante), pessoas que estão nos programas sociais do go­verno federal (Minha Casa Minha Vida e ProUni, entre outros), microempreendedo­res individuais (MEIs), ONGs de assistência social, idosos e pessoas com deficiência.

O interessado se cadastra, passa por uma avaliação e, uma vez cumprindo as exigências de documentação, fica apto a fazer os resgates dos ingressos.

O “Eu Faço Cultura” é uma iniciativa da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae). Foi lançado em 2006 e há dois anos trans­formou-se em plataforma di­gital, mantendo seu objetivo de democratizar o acesso à cultura. Está presente em 24 Estados e no Distrito Federal. “É um projeto cultural e de inclusão social, que aproxima uma parte da população hoje afastada do consumo de cul­tura”, explica Moacir Carneiro, diretor sociocultural da Fenae.

Com uma proposta inédita no Brasil, o “Eu Faço Cultura” compra produtos/ingressos de produtores culturais ou forne­cedores de cultura e os distribui a pessoas de baixa renda com subsídio total do governo fede­ral. É uma iniciativa da Fenae (www.fenae.org.br) e das AP­CEFs, que tem a participação de milhares de empregados da ativa e aposentados da Caixa, contando com patrocínio da Caixa Seguradora e da Wiz.

Comentários