J.F.PIMENTA

Na metade de seu mandato como presidente da Associa­ção Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (ACIRP), con­siderada uma das mais importantes entidades de classe de Ribeirão Preto – possui 5,5 mil associados -, o empresário Dorival Balbino faz um balanço de sua gestão. O mandato do empresário é de três anos e termina em abril de 2020.

Nesta entrevista Dorival Balbino também responde as críticas de que é muito próximo do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e que, por isso, o defenderia em excesso. Em relação ao Poder Legislativo ele é categórico ao dizer: “O Poder Legis­lativo no Brasil, e não apenas em Ribeirão Preto, se preocupa mais com suas questões internas e em se perpetuar no poder do que com as necessidades do município. Temos, por exemplo, o problema gravíssimo dos supersalários que a casa ainda não enfrentou como deveria”.

Na metade de seu mandato como presidente da Associa­ção Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (ACIRP), con­siderada uma das mais importantes entidades de classe de Ribeirão Preto – possui 5,5 mil associados -, o empresário Dorival Balbino faz um balanço de sua gestão. O mandato do empresário é de três anos e termina em abril de 2020.
Nesta entrevista Dorival Balbino também responde as críticas de que é muito próximo do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e que, por isso, o defenderia em excesso. Em relação ao Poder Legislativo ele é categórico ao dizer: “O Poder Legis­lativo no Brasil, e não apenas em Ribeirão Preto, se preocupa mais com suas questões internas e em se perpetuar no poder do que com as necessidades do município. Temos, por exemplo, o problema gravíssimo dos supersalários que a casa ainda não enfrentou como deveria”.

Tribuna Ribeirão – Um dos desafios dos comerciantes é a necessidade de se integrarem ao mundo digital e, por consequência, investirem nas vendas via redes sociais. A Asso­ciação Comercial e Industrial tem projetos de capacitação nesta área?
Dorival Balbino – Na ACIRP, enten­demos que não apenas os comer­ciantes, mas empresários de todos os setores precisam se adaptar às mudanças nos hábitos de consumo. Em especial no varejo, com o avan­ço do e-commerce, o desafio para as lojas físicas é enorme. Mas ele também traz oportunidades. O que temos feito na entidade é incentivar a qualificação de gestores e suas equipes promovendo cursos com especialistas sobre uso de redes sociais e internet para negócios. Realizamos em 2018 dezenas de cursos e workshops. Em janeiro, já teremos um curso sobre Google para negócios e, em fevereiro, um curso sobre Instagram para negó­cios. Em março, já agendamos um curso de Redação para Marketing Digital e outro sobre Facebook Ads e Instagram Ads.

Tribuna Ribeirão – Como o senhor analisa o atual momento econômi­co regional?
Dorival Balbino – A Região Me­tropolitana de Ribeirão Preto é bastante diversificada e tem se mostrado resiliente durante estes anos de crise financeira. Sentimos claro, o impacto de muitos anos de governos corruptos e incompe­tentes, tanto em nível local, quanto nacional. O desemprego, queda na renda da população e a redução de investimento privado e público são sentidos, tanto por empresá­rios, quanto por trabalhadores. Por outro lado, vemos com esperança iniciativas de melhorar a gestão pública, principalmente com o direcionamento dos investimentos em questões prioritárias como educação, saúde e segurança.

Tribuna Ribeirão – No que o em­presariado ribeirão-pretano precisa mudar para conquistar novos mercados?
Dorival Balbino – O empresário precisa buscar soluções para seus negócios fora das paredes de seu empreendimento. Vejo que muitos são extremamente competentes e até mesmo atualizados sobre mer­cado e tecnologia, mas, ao mesmo tempo, são relutantes em expandir horizontes. Na Associação Co­mercial e Industrial temos diversos benefícios que podem auxiliar a am­pliar horizontes e ganhar mercado. O Projeto Empreender, uma parceria com o Sebrae-SP, utiliza o associa­tivismo para fortalecer as empresas. No Empreender, surgiram iniciativas de extremo sucesso como o Polo Cervejeiro, o Polo Industrial do Software e o Núcleo Setorial de Turismo e tantos outros. Também oferecemos suporte para empresas interessadas em Comércio Exterior, oportunidades para networking e educação empresarial.

 

Tribuna Ribeirão – Dizem que a Associação Comercial e Industrial, enquanto instituição, passa a ima­gem de ser conservadora. Como o senhor analisa esta afirmação?
Dorival Balbino – Quem diz isso não conhece a ACIRP. Somos histori­camente uma entidade dinâmica e pioneira em diversas iniciativas. Criamos o Projeto Olho de Águia há mais de 10 anos, ajudamos a criar a Cooperac, uma das primeiras cooperativas financeiras da região, trouxemos para a cidade os mais modernos serviços de inteligência em análise de crédito, em parceria com a Boa Vista SCPC, estamos presentes nas redes sociais inte­ragindo com nossos associados e com toda a sociedade.

Tribuna Ribeirão – No meio político o senhor é considerado muito alinhado ao prefeito Duarte Nogueira. Até que ponto esta afirmação faz sentido?
Dorival Balbino – Como presidente de uma entidade que representa 5,5 mil empresários minha ideologia política não é importante. O que a ACIRP tem feito é manter uma relação próxima e republicana com a administração municipal para que possamos contribuir com a me­lhoria da cidade em que vivemos. Temos contribuído com as 14 leis do Plano Diretor e em muitos pon­tos apresentamos propostas que divergem das ideias da prefeitura.

Tribuna Ribeirão – A ACIRP já comprou algumas brigas com o Legislativo. Como o senhor analisa a atuação do Legislativo?
Dorival Balbino – O Poder Legis­lativo no Brasil, e não apenas em Ribeirão Preto, se preocupa mais com suas questões internas e em se perpetuar no poder, do que com as necessidades do município. Temos, por exemplo, o problema gravíssimo dos supersalários que a casa ainda não enfrentou como deveria. Há anos o IPM é uma bomba relógio, mas a Câmara, como fiscalizadora do Executivo, não tomou providên­cias. Como presidente da ACIRP não posso me calar diante destes problemas que atingem nossos associados.
Mas é claro que esta não é uma postura de toda a legislatura. Temos excelentes vereadores, interessados em deixar uma cidade melhor. Exe­cutivo e Legislativo precisam atuar juntos em favor de Ribeirão Preto.

Tribuna Ribeirão – Em relação aos camelôs no Quadrilátero Central o que a ACIRP sugere para resolver este impasse entre comerciantes e ambulantes?
Dorival Balbino – Sugerimos que a lei seja cumprida. A prefeitura precisa fiscalizar a presença ilegal dos camelôs em toda a cidade, em especial no Quadrilátero Central e no calçadão. Pressionada pelo Ministério Público, a Prefeitura publicou um decreto para tentar re­gulamentar a presença de camelôs no espaço público. Esta experiência irá mostrar, mais uma vez, a incapa­cidade da prefeitura em fiscalizar e a falta de interesse dos camelôs em cumprir a lei.

Tribuna Ribeirão – Quais foram os principais projetos desenvolvidos até o momento por sua gestão à frente da entidade?
Dorival Balbino – Fui o primeiro a assumir a presidência da ACIRP através de votação e há pouco mais de um ano e meio no cargo partici­pei e acompanhei diversos projetos da entidade. Em 2017, criamos o Núcleo de Inteligência. Áreas importantes para a economia local, como comércio exterior, emprego e arrecadação tributária, entre outros, passaram a ser estudados pela entidade e divulgados regularmente. Ainda em 2017, realizamos dois eventos da mais alta importância sobre comba­te à corrupção. No primeiro tivemos a presença do General Augusto Heleno, que hoje está indicado para trabalhar no governo Bolsonaro, ocupando cargo de destaque. No segundo, trouxemos três palestran­tes para falar sobre o caso Sevan­dija, que muito atormentou a nossa população, trouxemos o Delegado Chefe da Polícia Federal, Dr. Edson Geraldo de Souza em nossa cidade, tivemos também a presença do Dr. Leonardo Romanelli, promotor do Gaeco, responsável pela investi­gação da Lava Jato e a presença do Dr. Augusto Peres, Juiz Federal que nos concedeu uma excelente palestra sobre o judiciário.
A ACIRP está sempre atenta aos as­suntos, oportunidades e problemas que podem interferir na vida dos nossos associados e da população. Em 2018, com o objetivo de estimu­lar seus associados e a população de Ribeirão Preto a votar conscien­temente, a ACIRP realizou diversas palestras e seminários. Todos gratuitos e abertos ao público.
Outro projeto é o Café Empreende­dor, realizado pela ACIRP Distrital Leste, que tem como principal objetivo a realização de novos ne­gócios e novas parcerias, através de um networking eficaz e seguro. São encontros semanais realizados na própria Distrital e com empreende­dores de diversos ramos da cidade.
Para promover o contato e a integração entre os empresários, a Distrital Sul da ACIRP também criou uma agenda de almoços empreen­dedores. Este ano, foram realizados quatro encontros. O objetivo é criar um ambiente de networking para a classe empresarial, para que os em­presários possam interagir, pensar em negócios e, além disso, receber uma mentoria de qualidade.
A ACIRP está sempre atenta às questões que afetam os negócios de seus associados. E, por isso, em fevereiro, a Associação começou a oferecer o Boletim de Acompa­nhamento Legislativo Municipal. A ferramenta, elaborada pelo Departa­mento de Inteligência Competitiva, com o auxílio da coordenadoria institucional da entidade, divulga os principais projetos e mudanças na legislação municipal que tenham impacto nas empresas.
Em agosto, a entidade criou um ser­viço para divulgar as oportunidades existentes em licitações do setor público de Ribeirão Preto. A ACIRP acompanha as licitações publicadas no Diário Oficial do município e di­vulga, por e-mail, as oportunidades aos associados, segmentando pelo potencial de interesse na licitação.
Além de se preocupar com seus associados, a ACIRP é atuante em assuntos que interferem no cotidia­no dos ribeirão-pretanos. Este ano, a entidade participou da elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2019, de discussões sobre a revitalização da região central, o projeto Olho de Águia, a ampliação do Aeroporto Leite Lopes, a Ativida­de Delegada, entre outras questões da administração pública.
Outro assunto polêmico foi pauta na sede da ACIRP. Um grupo de entidades de classe, associações e sindicatos se reuniu para debater os impactos da Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município nº 09, que dispõe sobre “emendas individuais ao projeto de lei orça­mentária”.
A ACIRP ainda participou da elaboração das 14 Leis Comple­mentares ao Plano Diretor e para isso reuniu colaboradores da área de arquitetura, economia e direito. A Associação, juntamente com outras entidades, também se posicionou sobre o grave problema do Instituto de Previdência do Município (IPM).

Tribuna Ribeirão – O que a ACIRP tem feito para contribuir com o debate político e econômico e social na cidade?
Dorival Balbino – Já falei um pouco ao longo desta entrevista sobre o que temos feito em favor de Ribei­rão Preto como nas sugestões para as 14 leis do Plano Diretor e nossa atuação representando os associa­dos junto ao Legislativo e Executivo. Mas penso que o mais importante é reforçar que o setor produtivo tem todo o interesse que Ribeirão Preto se desenvolva e seja um ambiente agradável para se viver. Este ano, realizamos os dois maiores eventos culturais do Centro depois da Feira do Livro. O show de aniversário da ACIRP e da Cooperac, com a Orquestra Sinfônica e os Demônios da Garoa e o evento de chegada do Papai Noel, que lotaram o calçadão e a Esplanada do Pedro II.

Tribuna Ribeirão – O senhor preten­de se candidatar a reeleição?
Dorival Balbino – É muito cedo para tratarmos desse assunto, temos ainda a contribuir com a classe econômica e com a população da cidade. Iremos pensar nessa questão na hora apropriada.

Comentários