País passará de 156 mil óbitos por covid

0
23
© REUTERS/Roosevelt Cassio/Direitos reservados

O Ministério da Saúde anunciou mais 497 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas – cerca de um a cada três minutos – e o total de falecimentos em decorrência da doença deve passar de 156 mil nesta sexta-feira, 23 de outubro. Nesta quinta-feira (22), subiu para 155.900, alta de 155.403, alta de 0,3% em relação aos 155.403 óbitos computados até quarta-feira (21). O recorde diário é de 29 de julho, quando o país per­deu 1.595 cidadãos.

Já os casos de coronaví­rus superaram 5,3 milhões. O ministério informou que mais 33.862 pessoas foram infecta­das pelo Sars-Cov-2. Agora, o país soma 5.332.634 contágios por coronavírus, aumento de 0,6% na comparação com os 5.298.772 de quarta-feira, se­gundo o painel da pasta. O re­corde diário também pertence a 29 de julho, de 69.074 pesso­as infectadas.

Do total de infectados até o momento, 4.779.295 já se recuperaram (89,6%) e 388.435 pacientes ainda estão em acompanhamento (7,3%). Há ainda 2.408 mortes em in­vestigação, segundo divulga­ção do Ministério da Saúde. A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) caiu para 2,9%. A mortalida­de (número de falecimentos por 100 mil habitantes) está em 74,2. Já a incidência (total de casos por 100 mil habitan­tes) subiu para 2.533,3.

A lista de estados com mais mortes registradas in­clui São Paulo (38.482), Rio de Janeiro (20.021), Ceará (9.243), Minas Gerais (8.621) e Pernambuco (8.527). As Unidades da Federação com menos mortes devido à pan­demia são Acre (685), Ro­raima (690), Amapá (738), Tocantins (1.072) e Mato Grosso do Sul (1.524).

São Paulo também lidera entre os estados com mais casos, com 1.076.939 con­firmados, seguido por Mi­nas Gerais (343.159), Bahia (340.665), Rio de Janeiro (295.021) e Ceará (268.274). As Unidades da Federação com menos casos são Acre (30.028), Amapá (50.822), Roraima (54.905), Rondônia (69.806) e Tocantins (73.566).

O Brasil caiu para o terceiro lugar no ranking mundial em número de casos, mas mantém a segundo colocação em óbitos relacionados à pandemia. A liderança nos dois quesitos é dos Estados Unidos. De acor­do com o mapa da Universi­dade Johns Hopkins, os EUA tinham 222.940 e 8.398.267 casos acumulados às 21 horas de ontem.

Na segunda colocação, em número de casos, segun­do o ranking na instituição norte-americana, aparece a Índia, com 7.706.946 in­fecções e 116.616 óbitos, na terceira posição. De acordo com a universidade, os casos de covid-19 em todo o mun­do passaram de 41 milhões e chegaram a 41.552.371. Já as mortes passaram de 1,1 mi­lhão. São 1.135.229.

Consórcio
Segundo o levantamento do consórcio de veículos de imprensa junto às secreta­rias estaduais de Saúde, o país registrou 503 mortes pela covid-19 em 24 horas e agora soma 155.962 vítimas fatais. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos sete dias foi de 493 óbitos, queda de 19% em relação aos dados de 14 dias atrás.

De acordo com o consór­cio de imprensa, em relação aos casos confirmados, já são 5.325.682 brasileiros com o novo coronavírus desde o co­meço da pandemia, 25.033 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 22.098 por dia, retra­ção de 12% em relação aos casos registrados em 14 dias.

Comentários