País tem mais 749 mortes por covid

0
13
ADRIANO MACHADO/REUTERS

O Ministério da Saúde anunciou mais 749 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas – cerca de um a cada dois mi­nutos – e o total de falecimen­tos em decorrência da doença passou de 151,7 mil no país. Nesta quarta-feira, 14 de outu­bro, subiu para 151.747, alta de 0,5% em relação aos 150.998 óbitos computados até terça­-feira (13). O recorde diário é de 29 de julho, quando o país perdeu 1.595 cidadãos.

Já os casos de coronavírus passaram de 5,1 milhões no final de semana. O ministério infor­mou que mais 27.235 pessoas fo­ram infectadas pelo Sars-Cov-2. Agora, o país soma 5.140.863 contágios por coronavírus, tam­bém aumento de 0,5% na com­paração com os 5.113.628 de terça-feira, segundo o painel da pasta. O recorde diário também pertence a 29 de julho, de 69.074 pessoas infectadas.

Do total de infectados até o momento, 4.568.813 já se re­cuperaram (88,9%) e 420.303 pacientes ainda estão em acom­panhamento (8,2%). Há ainda 2.388 mortes em investigação, segundo divulgação do Ministé­rio da Saúde. A taxa de letalida­de (número de mortes pelo total de casos) segue em 3%. A mor­talidade (número de falecimen­tos por 100 mil habitantes) está em 72,2. Já a incidência (total de casos por 100 mil habitantes) su­biu para 2.446,3.

A lista de estados com mais mortes registradas inclui São Paulo (37.541), Rio de Janeiro (19.440), Ceará (9.178), Per­nambuco (8.438) e Minas Ge­rais (8.171). As Unidades da Federação com menos mortes devido à pandemia são Roraima e Acre (676 cada), Amapá (728), Tocantins (1.021) e Mato Grosso do Sul (1.464).

São Paulo também lidera entre os estados com mais casos, com 1.045.060 confirmados, seguido por Bahia (329.787), Minas Gerais (325.972), Rio de Janeiro (285.205) e Ceará (261.284). As Unidades da Fe­deração com menos casos são Acre (29.301), Amapá (49.745), Roraima (52.848), Rondônia (68.393) e Tocantins (71.624).

O Brasil caiu para o terceiro lugar no ranking mundial em número de casos, mas mantém a segunda colocação em óbi­tos relacionados à pandemia. A liderança nos dois quesitos é dos Estados Unidos. De acordo com o mapa da Universidade Johns Hopkins, os EUA tinham 216.553 e 7.901.931 casos acu­mulados às 21 horas de ontem.

Na segunda colocação, em número de casos, segundo o ranking na instituição norte-a­mericana, aparece a Índia, com 7.239.389 infecções e 110.586 óbitos, na terceira posição. De acordo com a universidade, os casos de covid-19 em todo o mundo estão em 38.351.539. Já as mortes passaram de um mi­lhão. São 1.089.409.

Consórcio
Segundo o levantamento do consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, o país re­gistrou 716 mortes pela co­vid-19 em 24 horas e agora soma 151.779 vítimas fatais. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos úl­timos sete dias foi de 496 óbi­tos, queda de 29% em relação aos dados de 14 dias atrás.

De acordo com o consór­cio de imprensa, em relação aos casos confirmados, já são 5.141.498 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 26.675 desses confir­mados no último dia. A média móvel de casos foi de 19.877 por dia, retração de 26% em relação aos casos registrados em 14 dias.

Comentários