Palazzo Serristori na Itália será restaurado para venda

0
25

O magnífico Palazzo Serris­tori em Florença, Itália, um dos edifícios renascentistas mais im­portantes da cidade, com a sua posição única no Arno e perto de Ponte Vecchio, com 5.500 m2 de interiores e aproximada­mente 3.000 m2 de jardim, será completamente restaurado após longos anos de inatividade.

Adquirido em março passa­do pelo grupo LDC de Taiwan, o palácio será recuperado gra­ças a um restauro que terá iní­cio nos próximos meses, para nele se criarem apartamentos ultraluxuosos, com preços que variam de 2 a 7 milhões de eu­ros, e cuja venda será exclusiva­mente tratada pela Lionard Lu­xury Real Estate. Cada um dos apartamentos, adornados com frescos de época, terá à disposi­ção áreas comuns como jardim com piscina e SPA.

Os Serristori – A nobre fa­mília Serristori, cuja ascensão se iniciou na Idade Média, já no sé­culo XVI tinha alcançado uma posição de indiscutível riqueza e prestígio, devido em particu­lar às relações com os Medici, de quem foi fiel aliada. A cons­trução do Palazzo remonta ao início do século XVI, quando Lorenzo Serristori quis cons­truir uma residência magnífica nas margens do Arno, onde já existia um pavilhão de caça.

Dos documentos encontra­dos no arquivo Serristori, pre­sume-se que os arquitetos que projetaram o núcleo original do edifício tenham sido os famosos Giuliano e Antonio da Sangallo juntamente com Benedetto da Maiano, com quem já haviam projetado o Palazzo Strozzi em Florença e a Villa Médici di Po­ggio em Caiano.

Mais tarde, com Averar­do Serristori, embaixador de Cosme I de Médici, ligado por grande amizade e admiração ao grande escultor Michelan­gelo (a quem, segundo alguns estudiosos, é de atribuir a bela escada em espiral ainda exis­tente, que liga as caves ao últi­mo andar), o edifício foi am­pliado com a adição do maior jardim italiano de Florença, visível ainda hoje ao longo da margem esquerda do Arno.

Ao longo dos séculos, o Pa­lazzo foi habitado por pessoas ilustres como José Bonaparte, irmão de Napoleão, rei de Espa­nha e Nápoles, que aí se refugiou em exílio com a sua família, e pelos nobres russos Demidoff. Nele residiram o Papa Leão X, dos Médici, de quem se con­serva o brasão seiscentista em arenito (pietra serena) no átrio principal, bem como intelectu­ais e artistas de renome inter­nacional, como Giacomo Puc­cini, Gioacchino Rossini, Lord Byron e Percy Bysshe Shelley, os compositores Richard Strauss e Richard Wagner e a rainha da Itália Helena de Sabóia.

Aos séculos e às mudanças de gosto sobreviveram extraor­dinários elementos originais do edifício, a começar pelo salão de festas decorado com fres­cos, o maior e mais prestigioso de Florença, com os seus 250 metros quadrados de largura e 12 metros e meio de altura, e ainda aproximadamente 150 metros quadrados de átrio, que será destinado a espaço co­mum a todos os apartamentos e cuja construção remonta ao século XVII, período em que o edifício foi ampliado sob a orientação do célebre arquiteto dos Médici, Buontalenti.

Ainda no seu lugar no salão de baile, intactos e a funcionar, dois esplêndidos lustres de Mu­rano do século XVII, bem como os originais pavimentos de ma­deira, autênticas obras de arte. O mesmo acontece com a “Sala dos Espelhos” e com as lareiras do edifício, feitas de preciosos mármores com o brasão Serris­tori, e o fogão de terracota es­maltado da manufatura Ginori, de que só existe um outro exem­plar no mundo.

Pelas litografias do século XVI é possível ver como o edi­fício foi inicialmente equipado com dois moinhos, um dos quais ainda hoje é visível na cave. Entre as muitas curiosidades que caracterizam este edifício, devem recordar-se, sem dúvi­da, algumas passagens secretas, uma das quais, parcialmente revelada, ligava o edifício à outra margem do Arno.

A Lionard Luxury Real Esta­te, fundada em 2008 pelo empre­sário Dimitri Corti, tornou-se em poucos anos a empresa líder em Itália do setor imobiliário de luxo. A Lionard tem atualmente cerca de 2918 imóveis em cartei­ra, com um valor médio de refe­rência de 4,84 milhões de euros, com um valor total de 14,13 mil milhões de euros.

Serviço
Veja mais em www.lionard.com/pt/palazzo-serristori-pa­ra-venda-em-florenca.html