Pandemia – Casos de coronavírus aumentam para 15.432

0
19
Crédito: Max Gallão Mesquita

Ribeirão Preto registrou mais 372 casos de coronaví­rus em 24 horas – um a cada quatro minutos –, e o número de pessoas infectadas pelo Sar­s-CoV-2 passou de 15,4 mil, saltando de 15.060 para 15.432 nesta quinta-feira, 6 de agosto, aumento de 2,5% em relação à quarta-feira (5), segundo da­dos divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

O recorde de infecções em um único dia é de 15 de julho, de 657 registros. No perío­do de 22 a 28 de julho, foram confirmados na cidade 1.757 novos casos de coronavírus, com média de 251 pessoas in­fectadas pelo Sars-CoV-2 por dia. Entre dos dias 29 de julho e 4 de agosto, foram constata­dos 1.974 novos pacientes com covid-19, ou 217 a mais do que na semana anterior, alta de 12,3% e média diária de 282.

Nos últimos sete dias, en­tre sexta-feira (31) e ontem, a média ficou em 287 novos casos por dia – 146 de sexta­-feira (31), 396 de sábado (1º), 199 de domingo (2), 227 de se­gunda-feira, 347 de terça-feira, 324 de quarta-feira e 372 de ontem, somando 2.011. Atual­mente, são 38.277 notificações e 17.205 que testaram negativo para covid-19, ou 45% do total. Os 15.432 casos confirmados até agora representam 40,3%.

A cidade também aguarda o resultado de 5.640 exames que estão represados nos la­boratórios (14,7%) – o núme­ro mais alto da pandemia é de 31 de julho, de 6.877. Ribeirão Preto fechou parcerias para acelerar os testes de covid-19 e está recebendo exames que estavam represados em São Paulo. O robô da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tam­bém já entrou em operação e deve atingir sua capacidade máxima, de 800 testes diários, em cerca de dez dias.

Os casos ocorreram em seis meses. São 96 de março, 208 de abril, 1.239 de maio, 6.482 de junho e 7.062 de julho, ou 580 a mais que o anterior, alta de 8,9%. No mês passado, a média diária de pessoas diag­nosticadas com Sars-CoV-2 foi de 227 – mas ainda serão con­tabilizadas as ocorrências que aguardam resultado.

Em seis dias de agosto já são 345 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2, média de 57 por dia. O secretário de Saú­de, Sandro Scarpelini, disse na terça-feira que a média móvel de casos positivos de covid-19 caiu de 250 em junho para 70, em julho – redução de 72%. A média móvel é o resultado da soma do número de casos do dia com o dos seis dias ante­riores. Ribeirão Preto também tem 427 mortes.

Desde 6 de julho, quando a cidade contabilizava 5.998 casos de pessoas com coro­navírus, mais 9.434 mora­dores foram infectados pelo coronavírus, média de 314 por dia, treze por hora e alta de 157,3%. Na época, o muni­cípio contabilizava 186 mortes por covid-19. Atualmente, são 241 a mais.

Segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi-SP) do governo de São Paulo, que acompanha 104 municípios com mais de 70 mil habitantes, a taxa de iso­lamento social em Ribeirão Preto caiu para 42% na quar­ta-feira (5). O ideal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é de 70%, e o aceitável de 50%.

Região
Até esta quinta-feira, 65 cidades da macrorregião de Ribeirão Preto tinham 35.286 pessoas infectadas com o novo coronavírus, além de 1.020 mortes por covid-19 até as 19 horas de ontem. Já são 56 municípios com fale­cimentos em decorrência da doença. A taxa de letalidade é de 2,9%. Segundo o Simi-SP, o isolamento anteontem em Barretos foi de 37%, em Be­bedouro caiu para 47%, em Franca foi de 41%, em Jaboti­cabal foi de 41% e, em Sertão­zinho, de 43%.

Comentários