Paulinho Pereira não vai tentar a reeleição

0
176
ALFREDO RISK/ARQUIVO

O vereador Paulinho Pe­reira desistiu de tentar a re­eleição. A desistência já foi comunicada ao Partido da Social Democracia Brasilei­ra (PSDB) de Ribeirão Pre­to. A legenda já indicou um novo candidato para ocupar a vaga do parlamentar na chapa de candidatos do par­tido à Câmara.

O Tribuna apurou que ele desistiu por motivos pes­soais. Procurado pela repor­tagem, Paulinho Pereira não foi localizado. O engenheiro agrônomo Paulo Pereira mu­dou para o PSDB no começo deste ano. Em 2016 foi candi­dato nas eleições pelo então Partido Popular Socialista (PPS), atual Cidadania.

Obteve 986 votos e assu­miu uma cadeira no Legisla­tivo quando o vereador eleito pela mesma legenda, Antonio Carlos Capela Novas, renun­ciou ao mandato antes de to­mar posse. Ele era investigado na Operação Sevandija, na ação penal que envolve su­postas fraudes em licitações e compra de votos entre a Atmosphera Construções e Empreendimentos e a Com­panhia de Desenvolvimento Econômico (Coderp). Sem­pre negou a prática de crimes.

Em setembro do ano pas­sado, a Câmara de Ribeirão Preto definiu que a cidade terá 22 vereadores a partir da próxima legislatura (2021- 2024). Os parlamentares re­jeitaram proposta de emenda à Lei Orgânica do Município (LOA) de autoria de Marco Antonio Di Bonifácio, o “Boni” (Podemos), que pretendia es­tabelecer 23 cadeiras.

Para a aprovação, o autor precisava de 18 dos 27 votos possíveis, ou seja, maioria qualificada. Sem a aprova­ção da proposta de emenda à LOM, passou a valer a de­cisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Em fevereiro de 2018, a Corte Suprema definiu que a Câmara de Ri­beirão Preto poderia ter 22 vereadores a partir da pró­xima legislatura. São cinco a menos do que os atuais 27 parlamentares.

Comentários