Jornal Tribuna Ribeirão

Paulinho volta para cravar nome de vez no Corinthians e se define segundo volante

RODRIGO COCA / AG.CORINTHIANS

O volante Paulinho foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira pelo Corinthians. Ainda longe do físico ideal, o jogador retornou “para casa” após quase nove anos atuando fora do País, com a missão de escrever de vez seu nome na história do clube. Aos 33 anos, o camisa 15 revelou a predile­ção de manter as origens como segundo volante e quer fazer um novo ciclo vencedor com a camisa alvinegra.

Paulinho defendeu o Co­rinthians entre 2010 e 2013, ganhou o Brasileirão de 2011 e foi peça importante nas conquistas da Copa Liberta­dores e o Mundial de Clubes, ambos em 2012. Até hoje ele é lembrado pelo gol diante do Vasco que levou a equipe à semifinal da competição sul-americana. Vendido ao Tottenham após o título es­tadual de 2013, saiu falando em voltar e cumpriu as pala­vras. Paulinho disputou 167 partidas na história corintia­na, com 34 gols.

“Sou um cara movido a desafios, saí daqui em 2013 e disse que um dia voltaria. Voltei e estou aqui. Óbvio que o torcedor lembra do Pauli­nho da primeira passagem, mas quero que ele lembre também daqui para frente, até quando eu parar de jogar”, disse na apresentação no CT Joaquim GRava. “É um clube que me proporcionou coi­sas grandiosas. Eu tive uma parcelinha de ajuda em tudo que construímos, e quero ser lembrado até o fim do meu ciclo no Corinthians.”

E nem ousem chamá-lo de velho. Paulinho se disse “jovem ainda”, mesmo reco­nhecendo que os treinos em casa não são iguais aos do clube, e que ainda carece de um melhor preparo para es­tar apto a estrear na primeira rodada do Paulistão, diante da Ferroviária, na Neo Quí­mica Arena, dia 25.

Garantindo que o fôlego e disposição serão as mesmas, ele praticamente descartou a possibilidade de repetir as atuações de segundo atacan­te realizadas no Guangzhou Evergrande, da China.

“As minhas característi­cas continuam as mesmas. Nos últimos dois, três anos atuando na China eu joguei um pouquinho mais à frente devido à necessidade do trei­nador. Praticamente como um segundo atacante, mas não é minha função. Minha função é um segundo volante que chega à frente”, enfatizou. “Agora é pensar daqui para frente, a forma que a comis­são técnica vai querer me uti­lizar na equipe, e sempre vou estar à disposição para fazer meu melhor e ajudar meus companheiros e o clube.”

Mesmo em ano de Copa, Paulinho deixou de lado o pen­samento na seleção brasileira após disputar dois mundiais e garantiu que a cabeça está toda no clube. “Meu foco é o Corin­thians. É ano de Copa do Mun­do, todos os jogadores sonham e pensam em jogar uma Copa, mas devido a esse último ano ter sido muito complicado, hoje não vejo outra coisa que não seja o Corinthians”, garantiu. “Não consigo pensar em seleção brasi­leira sem pensar no Corinthians. As coisas que aconteceram na minha vida sempre vieram na­turalmente. Estou feliz por voltar à minha casa e meu foco está no Corinthians.”

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort