Peça espírita no Teatro Municipal

0
25
IBRAHIM LEÃO

O espetáculo “A vingança do judeu” volta ao Teatro Munici­pal de Ribeirão Preto neste sá­bado, 13 de julho, às 20 horas. A adaptação da obra de John Wil­mot Rochester (1647-1680) feita por Antonio Veiga, que também assina a direção da montagem, retrata a influência benéfica do es­piritismo na sociedade, reaniman­do os homens e melhorando-os, arrancando-os do ateísmo.

Ao mesmo tempo, demons­tra como a doutrina espírita des­trói os preconceitos do mundo, evidenciando que todos os ho­mens são irmãos por sua origem. O enredo mostra o preconceito, o amor, o ódio, a vingança e a riqueza. Repleto de instrutivas lições morais, a peça conta a história de um rico banquei­ro judeu que se apaixona por uma condessa cristã e, vendo-se repudiado pelo preconceito racial, tenta desposá-la à força, ameaçando a família com títulos vencidos.

Mas uma inusitada situação leva a bela jovem a casar-se com um nobre cristão. Sentindo-se traído, desprezado e humilhado, o banqueiro apaixonado lança mão de um subterfúgio que irá marcar toda a trajetória dele e dos outros personagens, em su­cessões de eventos marcantes, alternando dor e amor.

A peça pode ser dividida em duas partes, em que predomi­nam as quedas morais em uma, e a regeneração dos personagens na outra. Conduz o expectador pela história, onde fenômenos sobrenaturais impressionantes possibilitam que os porta-vozes do além-túmulo dêem o seu vivo testemunho de que a alma é imortal e renasce incessante­mente em busca da perfeição. No elenco estão Brunno Bru­nelli, Vivi Reis, Nenê Alcântara, Sheyanne Parreira, Anna Cly­me, Gesmar Nunes, Reinaldo Colmanetti e Fernando Gomes.

O texto foi psicografado pela médium russa Wera Krija­nowski no início do século passa­do. O livro é considerado um dos maiores best-sellers do autor J.W. Rochester, um mestre na arte de tecer tramas e de descrever suas personagens, seus sentimentos e os ambientes que as cercam. Os ingressos custam R$ 60 (in­teira) e R$ 30 (meia-entrada).

A meia-entrada vale para es­tudantes, coordenadores peda­gógicos, supervisores e diretores e professores de escolas públicas das redes municipal e estadual (mediante apresentação de do­cumento comprobatório como carteirinha da instituição, bole­to de mensalidade ou holerite), aposentados (com documento específico), idosos acima de 60 anos (com cédula de identidade, o RG) e portador de deficiência com acompanhante.

Os ingressos estão à venda no site www.megabilheteria.com (Mega Bilheteria), na Loja Espírita do Novo Shopping (avenida Pre­sidente Vargas nº 1.500, Ribeirâ­nia), na loja Banana e Banana da avenida Independência nº 2.366, Alto da Boa vista (telefone 3620- 2281) e no guichê do espaço cul­tural no dia do espetáculo.

O Teatro Municipal de Ri­beirão Preto fica na praça Alto do São Bento s/nº, Jardim Mos­teiro, e tem capacidade para receber 515 pessoas – o esta­cionamento tem 40 vagas. Mais informações pelos telefones (16) 3625-6841. O espetáculo não é recomendado para menores de 12 anos devido ao horário.

“Os Três Porquinhos”
Também sob a direção de Antonio Veiga, o musical “Os Três Porquinhos” será apresen­tado às 16 horas deste sábado, 13 de julho, no Teatro Municipal de Ribeirão Preto. É uma das mais famosas fábulas, adorada por crianças do mundo inteiro há décadas, desta vez numa versão musical super divertida.

Presentes há séculos no ima­ginário infantil, os três porqui­nhos são personagens que diver­tem a garotada, mas, ao mesmo tempo, transmitem mensagens importantes, que ajudam na construção do caráter da crian­ça. Talvez por isso este clássico universal da literatura infantil sobreviva com tanto vigor e seja conhecido no mundo inteiro.

Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Estão à venda no site www.me­gabilheteria.com (Mega Bilhete­ria), na loja Banana e Banana da avenida Independência nº 2.366, Alto da Boa vista (telefone 3620- 2281) e no guichê do espaço cul­tural no dia do espetáculo.

Comentários