DANIEL GONÇALVES

A celebração do mês do rock no Theatro Pedro II terá início nesta quinta-feira, 11 de julho, às 20h30, com o show “Bon Jovi Experience”. A These Days in Concert – maior banda cover do grupo norte-america­no na América Latina, fundada pelo guitarrista Carlos Cassim – subirá ao palco acompanha­da da Orquestra Sinfônica Me­tropolitana de Ribeirão Preto (Osmrp), sob a regência da maestrina Marianna Ruggiero, em um espetáculo que promete ser inesquecível. A direção mu­sical é de Vítor Zafer.

Neste show, a banda cover vai apresentar ao público os maiores clássicos da carreira do Bon Jovi. A banda já recebeu mais de 15 prêmios importan­tes, entre eles o MTV Video Music Awards (melhor per­formance de palco), American Music Award (melhor banda de rock) e o Grammy Awards (melhor dueto country por “Who says you can’t go home”). Tem 15 discos lançados ao lon­go de 35 anos de estrada.

A discografia inclui 13 ál­buns de estúdio – “Bon Jovi” (1984), “7800° Fahrenheit” (1985), “Slippery when wet” (1986), “New Jersey” (1988), “Keep the faith” (1992), “These days” (1995), “Crush” (2000), “Bounce” (2002), “Have a nice day” (2005), “Lost highway” (2007), “The circle” (2009), “What about now” (2013) e “This house is not for sale” (2016) – e dois ao vivo, “One wild night live” (1985-2001) e “Inside out” (2012). A banda de hard rock surgiu nos Estados Unidos, em 1984, no estado de Nova Jersey.

Estabeleceu seu sucesso mundial ainda da década de 1980, com hits como “Livin’ on a prayer”, “You give love a bad name”, It’s my life”, “I’ll be there for you” e “Wanted dead or alive”. Hoje, já foram ven­didas mais de 200 milhões de cópias de todos seus álbuns. A formação atual conta com Jon Bon Jovi (vocais, guitarra rít­mica) – fundador da banda em 1983 –, Phil X (guitarra solo, backing vocals), Hugh McDo­nald (baixo, backing vocals), Tico Torres (bateria, percus­são) e David Bryan (também no grupo desde 1983).

Os ingressos estão à venda no site www.ingressorapido. com.br (Ingresso Rápido) e na bilheteria do Theatro Pedro II, na rua Álvares Cabral nº 370, no Quarteirão Paulista, no Centro Histórico de Ribeirão Preto, e custam R$ 100 (plateia e frisa), R$ 80 (balcão nobre) e R$ 60 (balcão simples e galeria. Para portadores de deficiência devem ser comprados direta­mente no guichê do teatro.

A meia-entrada para estu­dantes, coordenadores peda­gógicos, supervisores e dire­tores e professores de escolas públicas das redes municipal e estadual (mediante apresen­tação de documento compro­batório como carteirinha da instituição, boleto de mensali­dade ou holerite), aposentados (com documento específico), idosos acima de 60 anos (com cédula de identidade, o RG) e portador de deficiência com acompanhante custa R$ 50, R$ 40 e R$ 30, respectivamente.

O espetáculo não é reco­mendado para menores de 12 anos devido ao horário. O teatro tem capacidade para re­ceber 1.588 pessoas, mas parte foi interditada no ano passado pelo Corpo de Bombeiros por causa da altura do parapeito – hoje aceita até 1.300 espec­tadores. Não será permitida a entrada após o início do espetáculo. Croanças ded até dois anos não pagam. Quem chegar atrasado também não poderá trocar o ingresso e não haverá devolução de dinheiro. A Fundação Pedro II também proíbe o consumo de comidas e bebidas no local.

Comentários