Pesquisadores descobrem oscilação na rotação de Marte

0
24

Uma equipe de pesquisadores do Jet Propulsion Laboratory (JPL), California Institute of Technology (Caltech) e do Observatório Real da Bélgica descobriu evidência de uma oscilação até então não detectada na rotação de Marte.

O fenômeno é chamado de Chandler Wobble (Oscilação de Chandler), em homenagem ao pesquisador Seth Carlo Chandler, que há mais de um século descobriu que esferas imperfeitas, como os planetas, às vezes giram “fora do eixo” por um tempo, balançando como um pião.

A Terra é um dos planetas que apresenta a Oscilação de Chandler, que é periódica: o planeta se desvia até 10 metros em relação ao seu eixo em um padrão que se repete a cada 433 dias, aproximadamente.

Exemplo da Oscilação de Chandler (Chandler Wobble) na rotação da Terra

Há muito os cientistas especulam que o fenômeno ocorre em outros planetas. Mas até o momento ela é difícil de detectar, já que requer medidas precisas ao longo de um grande período. Para detectá-la em Marte, foram usados dados de sondas espaciais como a Mars Reconaissance Orbiter, a Mars Global Surveyor e a Mars Odyssey.

Os dados consistem na medição dos efeitos gravitacionais de Marte sobre as espaçonaves. Eles revelaram que o planeta tem uma Oscilação de Chandler, mas ela é bem mais sutil do que na Terra: o planeta sai apenas 10 centímetros de seu eixo em um período de 200 dias.

Um dos aspectos interessantes sobre a Oscilação de Chandler é que ela deveria parar depois de um tempo, mas cálculos apontam que tanto a Terra quanto Marte estão oscilando há muito mais tempo do que deveriam, o que sugere que o movimento é influenciado por outros fatores que os cientistas ainda não entendem.

Encontrar a causa em Marte deve ser mais fácil do que na Terra, já que sua atmosfera, estrutura interna e geografia são muito mais simples do que as de nosso planeta.

Fonte: Phys.org