PIS/Pasep – Prazo para sacar o abono vai até dia 28

0
35

O prazo para os trabalhadores sacarem o abono salarial relativo ao ano-base 2018 termina em 28 de junho, mas um grupo de mais de 2,2 milhões de pessoas ainda não retirou os valores a que têm direito. Isso significa que ainda há mais de R$ 6,5 bilhões de recursos do abo­no salarial disponíveis e que ainda não foram sacados, considerando o balanço de todo o Brasil.

A região Sudeste concentra a maior parte das pessoas que têm direito ao abono e ainda não sacaram o dinheiro, com mais de 1,1 milhão de trabalhadores. Isso representa mais de R$ 3,1 bilhões disponíveis, esperando pelo cidadão. Somente no estado de São Paulo, foram identifica­dos 5.775.311 mil beneficiários do Programa de Integração Social (PIS) e 261.585 do

Programa de Formação do Pa­trimônio do Servidor Público (Pa­sep), total de 6.036.896.

Porém, efetuaram o saque 5.479.282, ou 90,76% do total. Eles retiraram cerca de R$ 4,15 bilhões, ou 70,7% de R$ 5,85 bilhões – cer­ca de R$ 1,70 bilhão continuam pa­rados na Caixa Econômica Federal (PIS) e no Banco do Brasil (Pasep). Dentre os trabalhadores paulistas com direito ao PIS, 5.245.890 (ou 90,8%) sacaram R$ 3,93 bilhões de um total de aproximadamente R$ 5,62 bilhões, 69,9% do montante. Outras 529.421 pessoas tem direi­to a R$ 1,68 bilhão.

Em relação ao Pasep, 233.392 efetuaram o saque, 89,2% do to­tal de 261.585. O valor retirado é de R$ 208,41 milhões, 91,6% de aproximadamente R$ 227,43 milhões. Outros 26.714 traba­lhadores tem direito a sacar R$ 19,02 milhões – os valores foram arredondados. A região Norte é a que tem o menor número de pa­gamentos pendentes, totalizando cerca de 148 mil pessoas e R$ 367 milhões em caixa.

Na região Sul, 440 mil traba­lhadores ainda não fizeram o sa­que, e R$ 1,2 bilhão em benefícios ainda estão disponíveis. Já na região Nordeste, 353 mil não reti­raram o dinheiro, com um total de aproximadamente R$ 1,2 bilhão à espera dos trabalhadores. A re­gião Centro-Oeste tem quase 235 mil benefícios não pagos, cerca de R$ 603 milhões.

Os valores do abono salarial começaram a ser pagos em 17 de janeiro e, desde então, mais de 22,4 milhões de trabalhadores já retira­ram os valores a que tinham direi­to, somando mais de R$ 17 bilhões liberados. O saque poderá ser re­alizado em agência bancária. Tem direito ao abono salarial calendário 2018/2019 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2018 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Além disso, é importante que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anu­al de Informações Sociais (Rais). Os valores são proporcionais ao tempo trabalhado formalmente no ano-base. Quem esteve emprega­do por todo o ano recebe o equi­valente a um salário mínimo (R$ 998); quem trabalhou por apenas 30 dias pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84 – o equivalente a um doze avos do salário mínimo.

Comentários