Porão apresenta peça no Youtube

0
17

Até 26 de março, o Grupo Teatral Porão vai apresentar o espetáculo “O despertar” em temporada online, com exibições no Youtube – www. youtube.com/GrupoTeatral­Porao. O texto é uma adapta­ção da peça “O despertar da primavera”, do alemão Frank Wedekind (1864-1918). Em estilo musical, o espetáculo é produzido pelo Porão exclusi­vamente com artistas locais – no palco, produção e técnica.

A primeira apresentação será nesta sexta-feira (5), às 20 horas. A montagem em Ribei­rão Preto tem o título “O des­pertar”, adaptada por Caroline Grechi, que também dirige o espetáculo. O enredo aborda temas críticos da época em que foi escrita na Alemanha – entre 1890 e 1891 –, como a sexuali­dade na adolescência, a opres­são no ambiente escolar, fami­liar e a imposição religiosa.

“O texto do final do século XIX se aplica aos dias de hoje e é essa a oportunidade que o tea­tro nos dá: colocar no palco um espetáculo atemporal com forte impacto na nossa realidade”, fala a diretora. Para contar a história de Melchior, Wendla, Moritz e seus amigos, onze atores se dedicaram aos ensaios de canto e expressão corporal desde março deste ano.

Melchior é um jovem deter­minado e carismático pelo qual Wendla se apaixona e ao qual se entrega, desconhecendo as con­sequências da aproximação em razão da desinformação patroci­nada pela família e pela cultura daquela sociedade. Moritz, por sua vez, é inseguro, sonhador e tem suas vontades abafadas pelo mesmo rigor imposto na família e no ambiente escolar.

“É uma tragédia que se re­pete e um debate que precisa ser feito com sinceridade e verdade”, observa a assistente social Mari­na Borges, consultora do grupo. Wendla e Melchior são interpre­tados por Julia Alonso e Vinícius Zampieri, respectivamente.

O espetáculo foi encenado pela primeira vez na Alema­nha, em 1906, por poucos dias até ser censurada. A primeira montagem, sem cortes, teve êxito nos palcos em 1974. No segundo semestre de 2020, o Porão encenou o espetáculo em cinco cidades do estado de São Paulo e teve lotação esgotada em todas as sessões no Teatro Municipal de Ribeirão Preto.

A temporada online de “O despertar” tem apoio cultural do Laboratório BioCenter, realização do Programa de Ação Cultural (ProAC) Ex­presso LAB do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e economia Cria­tiva e da Lei Aldir Blanc.