26 C
Ribeirão Preto
29 de junho de 2022 | 18:59
Jornal Tribuna Ribeirão
Alfredo Risk/Jornal Tribuna

Prefeitura obriga empresa refazer parte do asfalto na Avenida Thomaz Alberto Whately

Defeitos no pavimento foram detectados pela Secretaria de Obras; Fiscalização é obrigatória antes de a administração receber oficialmente qualquer obra realizada

A Secretaria Municipal de Obras Públicas de Ribeirão Preto determinou que a empresa responsável pela construção do corredor de ônibus Norte/Sul trecho 1, refaça parte do asfalto  da Avenida Thomaz Alberto Whately, que faz parte deste trecho do corredor. A avenida é a única via de ligação com o Aeroporto Leite Lopes.

As irregularidades foram detectadas em parte daquela via, que já estava liberada para o tráfego de veículos, mas a obra ainda não tinha sido recebida oficialmente pela prefeitura. A obra do trecho 1 do corredor Norte/Sul está sendo realizada pela empresa JZ Engenharia, licitada por R$ 23.997.875,14.O prazo de execução é de 12 meses. Contado desde a assinatura da Ordem de Serviços feita no dia 27 de janeiro.

Em nota a Secretaria de Obras informou ao Tribuna Ribeirão que “solicitou a empresa responsável que corrigisse as imperfeições existentes onde o asfalto foi retirado. Será realizado a frisagem nos locais e refeito todo o pavimento local para a obra ser entregue com qualidade e segurança à população”, diz o texto.

Alfredo Risk/Jornal Tribuna

Vale lembrar que quando licita uma obra e entrega a Ordem de Serviço para a empresa vencedora, é definido um fiscal – engenheiro – da Secretaria de Obras que acompanhará e será o responsável pela fiscalização dela. Ele é o responsável por dizer se a obra está sendo feita de acordo com as exigências estabelecidas na licitação.

Quando o fiscal detecta irregularidades, a empresa é notificada para realizar as correções. Somente depois ela recebe pelo serviço executado. No caso da avenida, só após as correções a prefeitura receberá oficialmente a obra e pagará a empresa  pelo serviço executado naquele trecho.

A obra do Corredor Norte/Sul trecho 1 também contemplou a implantação de uma ciclovia nas avenidas Recife e Thomaz Alberto Whately  e a implantação de novo asfalto nestes locais. A ilha central da avenida Thomaz Alberto foi reduzida e implantada galeria de água pluvial, que  não existia ao longo da avenida.

Com a implantação do corredor Norte-Sul – trecho 1, serão beneficiados entre 15 mil e 18 mil usuários do transporte público, principalmente de bairros como Jardim Jóquei Clube, Jardim Aeroporto, Jardim Porto Seguro, Vila Elisa, Parque Industrial Coronel Quito Junqueira, Vila Mariana e Quintino Facci I.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort