Prefeitura vai terceirizar o ‘156’

0
173

A prefeitura de Ribeirão Preto vai terceirizar o Serviço de Atendimento ao Munícipe (SAM), o popular “telefone 156”. A informação foi con­firmada ao Tribuna nesta segunda-feira, 17 de junho, após pedido de informações feito na semana passada pela reportagem sobre o edital de licitação para contratação de empresa especializada para prestação de serviços de tele­atendimento.

De acordo com a nota en­viada pela prefeitura, a contra­tação de empresa para prestar o serviço de call center tem o objetivo de gerar economia e agilidade nos serviços presta­dos à população. Atualmente, trabalham no setor 16 opera­dores contratados por meio de processo seletivo pela Com­panhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto (Coderp). O SAM funciona de segunda a sexta-feira, das sete às 19 horas.

Segundo o edital publicado no Diário Oficial do Município (DOM) de 12 de junho, o va­lor estimado do contrato é R$ 435.653,88 por um período de doze meses. Os envelopes com os documentos de habilitação e as propostas de preços deve­rão ser entregues pelas empresas interessadas em participar do certame às nove horas de 3 de julho, na Secretaria Municipal da Administração, localizada no Morro do São Bento.

A vencedora deverá realizar os serviços de teleatendimento no “sistema 12 por 5”, ou seja, doze horas por dia, cinco dias por semana, operando os ser­viços exclusivamente para a prefeitura de Ribeirão Preto. Serão feitas duas escalas de tra­balho: cinco postos das sete às 13 horas e mais cinco das 13 às 19 horas.

Daerp
Em janeiro, o Departamen­to de Água e Esgotos de Ribei­rão Preto (Daerp) terceirizou o serviço via telefone 115, o Sis­tema de Atendimento ao Con­sumidor (SAC) da autarquia. A vencedora foi a Imperatriz Tele Serviços Ltda. EPP, de Santa Catarina, que apresentou proposta de R$ 1.009.992,00, valor 50,2% menor do que o proposto no edital, que era de R$ 2.028.334,67 – desconto de R$ 1.018.342,67.

A empresa assumiu em fe­vereiro. O contrato tem dura­ção de um ano (doze meses) e uma das exigências era que a vencedora do certame tivesse capacidade mínima de atendi­mento de 18 mil ligações por mês, mais do que o dobro do que era realizado. A licitação também fez com que o atendi­mento, que era feito das sete às 19 horas, passasse a ser até as 21 horas, com ampliação em duas horas. Outra exigência é que a vencedora do certame tenha capacidade mínima de atendi­mento de 18 mil ligações por mês, mais do que o dobro do que era realizado anteriormente.

Pelo sistema 115, os usu­ários do Daerp podem solici­tar reparos em vazamentos de água e esgoto, reparo de vaza­mento em cavaletes, verifica­ção de faltas eventuais de água e informações sobre leitura e vencimento da conta. O novo modelo também implantou a Unidade de Resposta Audível (URA), que é eletrônico e di­reciona o atendimento, garan­tindo maior facilidade para o usuário – em 85% dos casos a ligação não poderá demorar mais do que 45%.

Os usuários também po­dem acessar os serviços pelo Fala Cidadão, pelo portal ofi­cial da prefeitura de Ribeirão Preto e do Daerp e pelo aplica­tivo RiberOn. Pelo site ou pelo aplicativo o usuário pode tam­bém inserir imagens – fotos e vídeos – do problema encon­trado, assim como é notificado sobre as medidas adotadas até o encerramento do reparo.

Comentários