JF PIMENTA/ARQUIVO TRIBUNA

A organização do Prêmio Recall de Criação Publicitá­ria vai promover uma live na próxima terça-feira (15), com o artista plástico e multimi­dia, Jair Correia. Com início às 19h30, pelo Instagram (@ premiorecall), a live terá a co­ordenação de Ricardo Carva­lho e Tatiane Boff, ambos da organização do prêmio, que é o mais abrangente do interior do estado de São Paulo e vai pra sua 21ª Edição este ano.

Jair Correia é o criador do troféu do prêmio Recall, desde sua segunda edição. Suas pe­ças – normalmente esculturas em bronze – são verdadeiras obras de arte e, obviamente, valorizam ainda mais as três primeiras colocações em cada categoria, para as agências e profissionais participantes do Prêmio. Na live, Correia vai re­lembrar a história de algumas dessas criações e os insights que normalmente remetem ao famoso bumerangue, presente na logo e no portal do Prêmio.

Jair Correia é o criador do troféu do prêmio Recall, desde sua segunda edição: verdadeiras obras de arte

O Prêmio Recall de Cria­ção Publicitária é realizado anualmente e tem o apoio da Associação Brasileira das Agências de Publicidade (ABAP) e da Associação Bra­sileira dos Agentes Digitais (Abradi). Participam agên­cias estabelecidas nas cida­des do interior de São Paulo, representando todas as suas regiões (Baixada Santista, Campinas, Bauru, Presidente Prudente, Sorocaba, Piraci­caba, Ribeirão Preto, Araça­tuba e São José do Rio Preto). Este ano, as inscrições serão abertas em setembro.

Quem é o responsável pelos troféus do Prêmio Recall
Jair Correia nasceu na ci­dade de São Paulo em 1956. Recebeu o prêmio de Melhor Diretor de Cinema de 1982 pela APCA – Associação Pau­lista de Críticos de Arte, com o filme “Duas Estranhas Mu­lheres” e também o Prêmio Governador do Estado.

Nas artes plásticas, desen­volve uma obra pessoal e está presente nos principais salões de arte do país, inclusive o XXI Salão Nacional de Artes Plásticas onde recebeu o Prê­mio Brasília de Artes Plásti­cas e a 21ª Bienal Internacio­nal de São Paulo em 1991.

Obras de Jair Corres estão nos principais salões de arte do país

Presidiu o 17º Salão de Arte Contemporânea de Ribeirão Preto, participou como Mem­bro de Júri de outros impor­tantes salões e faz a concepção visual do Grupo Fora do sério desde 1992. Produziu para o grupo quatorze espetáculos, entre eles Mistério Bufo (92), O Asno (94), O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá (96), He­lênica (99), O Casamento do Capitão Cagapau (01), Onde Não Houver Um Inimigo Urge Criar Um (02), e A Ilha do Dr. Moreau (05). Fez cenografia e adereços dos quatorze e dirigiu quatro, sendo o Auto da Barca do Inferno (03) indicado para o Prêmio Shell de 2003.

Aprendeu técnicas de máscara teatral em couro no Seminário Laboratório Inter­nazionale, no Centro Mas­chere e Strutture Gestuali em Pádova na Itália em 96 e 98 tendo como mestre Donato Sartori. Suas máscaras foram expostas no Centro Cultural São Paulo (00), no MARP, Museu de Arte de Ribeirão Preto (00), no Centro Cul­tural Horácio Cervantes em Colima, México (08).

No ano de 2010 comemora 40 anos de atividades profissio­nais com a exposição “Ícones Outras Palavras” no MARP Museu de Arte de Ribeirão Pre­to. Em 2011, no RibeirãoSho­pping em Ribeirão Preto, sua exposição de máscaras marcou a presença de mais de 40 mil visitantes. Em 2021, a exposição “Ícones Outras Palavras” ganha o Prêmio Funarte de Arte Con­temporânea 2012 e as obras são expostas na Galeria Fayga Os­trower no Complexo Cultural da Funarte Brasília.

No total, entre cinema, te­atro e artes plásticas, a obra de Jair Correia já foi vista por mais de dois milhões de pessoas.