Familiares do vereador foram ameaçados na Vila Virgínia; pessoa que o está ameaçando é indiciado e tem várias passagens na polícia

O jornalista e presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Preto, Lincoln Fernandes, 40 anos, registrou boletim de ocorrência na manhã desta segunda-feira (11) na Central de Flagrantes, denunciando ameaças contra ele e sua família e também por desacato.


A ocorrência aconteceu na praça José Rossi, na Vila Virgínia, zona Sudoeste de Ribeirão Preto.


Lincoln relatou que um indivíduo, agora indiciado, e com várias passagens pela polícia judiciária, desacatou guardas municipais, funcionários públicos da coordenadoria da limpeza pública e Câmara Municipal, representada pelo Presidente da edilidade.


Além disso, o que é mais grave, “foi na porta da minha casa, na Vila Virginia, e proferiu ameaças contra mim e minha mãe que estava sozinha em casa. A situação chegou a esse ponto porque o poder público restabeleceu a ordem naquele logradouro, limpando a sujeira do lugar, que parecia um lixão à céu aberto e isolou a praça para que não se tenha mais problema ali”, afirmou Lincoln.


O indiciado, que possui passagens por furto, desacato e ameaça, insistia em ficar acumulando sujeira e aterrorizando a vizinhança, como “se fosse o dono do próprio público”, comentou o presidente da Câmara.


Antes de fugir da abordagem, o indiciado que “instalou” um sofá no espaço comunitário, discutiu com fiscais e guardas dizendo que se retirassem o móvel, logo outro seria colocado no seu lugar.


No período da tarde, o canil da Guarda Civil fazia buscas por drogas no local, quando o cão Black farejou e encontrou pinos de cocaína e maconha com o indiciado, que havia retornado ao ponto onde fora averiguado horas antes. Ele foi preso em flagrante delito e levado para a Central de Polícia Judiciária (CPJ).

Comentários