A Companhia Nacional de Abastecimento – vinculada ao Ministério da Agricultura – e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgaram na terça-feira, 12 de março, suas previ­sões para a safra agrícola deste ano. Segundo a Conab, a pro­dução de grãos em 2018/2019 deve alcançar 233,29 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 2,5% (5,61 milhões de toneladas a mais) em comparação com o período ante­rior 2017/18 (227,67 milhões de toneladas). Os dados fazem parte do sexto levantamento.

Conforme a Conab, o resul­tado mantém a safra 2018/19 como a segunda maior registrada na série histórica do País. “O bom desempenho é impulsionado pela melhora da produção do milho na segunda safra do grão”, informa a companhia, em nota. A área de plantio total está estimada em 62,87 milhões de hectares. Se confirmada, será a maior já registrada no País. O incremen­to esperado é de 1,9% ou 1,15 milhão de hectares em relação à safra passada, estima a Conab.

Segundo o IBGE, a safra agrí­cola de 2019 deve totalizar 228,8 milhões de toneladas, uma alta de 1,0% em relação ao resultado de 2018, o equivalente a 2,3 milhões de toneladas a mais. Os dados são do Levantamento Sis­temático da Produção Agrícola de fevereiro. Em relação ao LSPA de janeiro, quarto prognóstico mensal da safra, houve redução de 0,8% na estimativa para a temporada, o equivalente a 1,9 milhão de toneladas a menos.

Já a área colhida para a safra de 2019 foi estimada em 61,9 milhões de hectares, crescimento de 1,7%, ou 1,0 milhão de hectares a mais, em relação ao registrado no ciclo de 2018. Em relação ao previsto no levantamento anterior, porém, a área colhida diminuiu 0,3%, com 187,7 mil hectares a menos.

Comentários