REPÚBLICA TCHECA e seus cenários de cinema

0
23
FOTOS: DIVULGAÇÃO

A República Tcheca foi escolhida pela Netflix para ambientar a segunda tempo­rada da sua série The Witcher, baseada no livro do escritor polonês Andrzej Sapkowski e as filmagens recomeçarão já em 3 de agosto. Iniciadas em fevereiro, as filmagens ti­veram que ser interrompidas um mês depois, depois que o ator norueguês Kristofer Hiv­ju, que também apareceu em Game of Thrones, testou posi­tivo para o novo coronavírus e tudo foi interrompido devido às restrições da pandemia.

Mas The Witcher é apenas o capítulo mais novo de uma longa história de filmes e séries gravados na República Tcheca. Dois grandes sucessos de bilhe­teria recentes foram gravados no país. Jojo Rabitt, indicado ao prêmio da Academia, foi gravado na cidade de Žatec; e Homem-Aranha – Longe de Casa teve o primeiro beijo de Peter Parker e Mary Jane em plena Ponte Carlos, em Praga.

Cenas de As Crónicas de Nárnia foram gravadas na Porta de Pravcice, um cartão postal da região conhecida como Suíça Boêmia, no norte da República Tcheca

O cinema descobriu o país para ambientação no início dos anos 90, logo após o fim da era comunista na nação quando diretores mundialmente fa­mosos e equipes de produção foram atraídos pela beleza de Praga e pelos icônicos marcos arquitetônicos da capital, que também ofereciam locação lo­cais e equipes de baixo custo, mas altamente qualificados.

A arquitetura perfeita­mente preservada, as ruas típicas dos séculos 18 ou 19 permitem reproduzir, em Pra­ga várias capitais europeias, como nesses filmes:

AMADEUS (1984)
O filme do diretor tcheco Miloš Forman sobre a vida de Mozart, contado pelos olhos do compositor rival Salieri, foi aclamado em todo o mundo e ganhou nada menos que oito Oscar, incluindo melhor filme, melhor ator e melhor diretor. Embora a maior parte da história seja ambientada em Viena, o filme foi filmado princi­palmente em Praga, alguns anos antes da queda do comunismo.

O ILUSIONISTA (2006)
Escrito e dirigido por Neil Berger, apoiado por uma incrível trilha sonora de Phillip Glass, O Ilusionista conta a história de um mági­co, interpretado por Edward Norton, tentando conquistar o amor de uma mulher de classe alta e a possível futura princesa do Império Áustro-Húngaro. A história se passa em Viena da virada do século 19 para o 20. Viena, no filme, é “interpretada” por Praga, inclusive no Divadlo na Vinohradech (usado como local onde o personagem principal realiza seus truques de mágica) e em outras cidades tchecas como os castelos de Český Krumlov e Konopiště.

OS MISERÁVEIS (1998)
No filme do diretor dinamarquês Billie August, adaptação do clássico de Victor Hugo, Paris é, na verdade, Praga e outras partes da Repúbli­ca Tcheca, incluindo as cidades de Kutná Hora, Zatec e Vrbno.

MISSÃO IMPOSSÍVEL (1996)
O filme cult de Brian de Palma foi a primeira grande produção a ser filmada em Praga em meados dos anos 90. As cenas de abertura no centro histórico também são algumas das mais memoráveis: como a de John Voight correndo na ponte Carlos (surpreendentemente vazia), Tom Cruise perto da Praça da Cida­de Velha durante a famosa explosão do restaurante do aquário etc. Outros locais de filmagem dignos de nota incluem o Hotel Evropa, na Praça Venceslau, e no Museu Nacional.

A IDENTIDADE BOURNE (2002)
Praga foi uma parte importante dos bastidores do primeiro episódio de Jason Bourne: A Identidade Bourne, um clássico de seu próprio gênero. Filmado em muitos outros locais europeus, tem em Praga as cenas que se passam ficticiamente em Zurique, na Suíça.

Diretores mundialmente famosos foram atraídos pela beleza de Praga e pelos icônicos marcos
arquitetônicos da capital, que também ofereciam locação locais e equipes de baixo custo

KARLOVY VARY COM VOCAÇÃO PARA O CINEMA
Karlovy Vary, a bela cidade balneária da Boêmia que todos os anos re­cebe seu tradicional Festival Internacional de Cinema precisou, em ra­zão da pandemia, transferir o evento de julho para 2021. Mas a cidade pode ser visitada através de filmes de grande popularidade. A cidade, uma das favoritas em programas de turismo na República Tcheca e que fica a pouco mais de 120 km de Praga foi, ficticiamente, uma cida­de de Montenegro no filme 007 Cassino Royale. Nele, James Bond se hospeda no Hotel Splendide que é, na verdade, o cinco estrelas Grand Hotel Pupp, um dos mais antigos e luxuosos da República Tcheca.

SUÍÇA DA BOÊMIA
No filme As Crónicas de Nárnia, os quatro irmãos caminham por uma paisagem nevada espetacular e, em certo momento, cruzam uma ponte de pedra. Trata-se da Porta de Pravcice, um cartão postal da região conhecida como Suíça Boêmia, no norte da República Tcheca.