Foto: Alfredo Risk

Voltou a chover em Ribeirão Preto depois de quase três me­ses de estiagem, a pior dos últi­mos 17 anos. A garoa fina que caiu na quarta-feira (16) ficou mais intensa nesta quinta, 17 de agosto. Junto com a água veio o frio. A temperatura caiu consi­deravelmente. Muita gente tirou guarda-chuva e agasalho do ar­mário. Segundo a Defesa Civil do Estado, a média para este mês é de 21,8 milímetros, mas está em 1,9 mm, 91% abaixo da média. O sistema não detectou o chuvisqueiro de anteontem.

Aponta ainda que a tempera­tura mínima registrada em agos­to foi de 9,4 graus centígrados no dia 4, e a máxima de 33,9ºC no dia 9. A média para o mês é de 15ºC e 29ºC, respectivamente. No ano passado ocorreu o con­trário. Em todo o mês de agosto choveu 82,2 mm, 111% acima da média de 38,9 mm. Para esta sexta-feira (18), a previ­são é de 5 mm de chuva, com temperatura mínima de 18ºC e máxima de 28ºC. A umidade re­lativa do ar subiu.

No entanto, a chuva ainda não foi suficiente para “encher” a Lagoa do Saibro, no Jardim Interlagos, na Zona Leste, área de recarga do Aquífero Guarani, que estava praticamente seca. A situação melhorou, mas ainda não é satisfatória. O local é área de afloramento do reservatório subterrâneo de água com 1,2 mi­lhão de quilômetros quadrados de extensão e que se estende por sete estados do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui