Prefeitos se reuniram nesta segunda-feira (13), na Aeaarp, para a 14ª reunião de trabalho da Região Metropolitana de Ribeirão Preto

Prefeitos e representantes das 34 cidades que compõem a Região Metropolitana de Ribeirão Preto estiveram, na manhã desta segunda-feira, 13 de maio, na sede da Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Aeaarp), para a 14ª reunião de trabalho desde sua criação, em 2017.

O secretário executivo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Américo Sakamoto, o coordenador de Empreendedorismo, Renda e Trabalho, Ademar Bueno, e a diretora de Controle e Licenciamento Ambiental da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Zuleica Maria de Lisboa Peres, foram os três convidados.

Zuleica Maria de Lisboa Peres falou sobre a solução integrada para os resíduos sólidos, mas admitiu que não há nenhum plano pronto para ser colocado em prática. “Nós não temos um projeto pronto hoje para a região, mas nós podemos construir, a gente vai ter que montar uma alternativa jurídica pra isso, conjuntamente com os prefeitos sobre a responsabilidade da gestão do consórcio”, diz.

“A questão da quantidade de lixo é importante para buscarmos as alternativas. Isoladamente, os pequenos e médios municípios não vão sair deste tipo de problema e pela legislação ambiental é cada vez mais difícil aprovar um aterro sanitário”, salienta. A Região Metropolitana de Ribeirão Preto, com 1,7 milhão de habitantes, é responsável pela geração diária de duas mil toneladas de lixo doméstico (o ribeirão-pretano gera cerca de um quilo por dia).

“O estudo e o trabalho que estão sendo feitos aqui hoje é como nós podemos nos antecipar à vida útil dos aterros sanitários da região que estão com o prazo de funcionamento e vão ter que ser encerrados e, ao mesmo tempo, como os municípios podem se consorciar para reduzir os custos individuais e ganhar escala”, disse o prefeito de Ribeirão Preto e presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMRP, Duarte Nogueira Júnior (PSDB).

“E saber onde são os melhores locais para se licenciar novos aterros para destinar adequadamente os resíduos das cidades”, emenda.A próxima reunião da Região Metropolitana de Ribeirão Preto será em 24 de junho e os temas serão “Transportes Metropolitanos e Saúde”.

Comentários