Foto: Alexandre de Azevedo

Segundo balanço divulga­do pelo “Vacinômetro”, fer­ramenta digital desenvolvida pela Secretaria de Comunica­ção em parceria com a Com­panhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), até as 21h30 desta quarta-feira, 7 de abril, Ribeirão Preto havia aplicado 119.497 doses de vacina con­tra a covid-19.

O governo do Estado pas­sou a divulgar o percentual de vacinação em cada município de São Paulo em relação à po­pulação local. A ferramenta digital, desenvolvida em uma parceria entre as secretarias estaduais de Comunicação, Saúde, Desenvolvimento Re­gional e a Prodesp, permite a qualquer pessoa acompanhar em tempo real o número de vacinados em todo o estado.

A ferramenta está dispo­nível no site www.vacinaja.sp.gov.br/vacinometro (“Vaci­nômetro”), no botão “Ranking de Vacinação”. Ribeirão Preto, que na terça-feira (6) havia recuado da 280ª para a 292ª posição, agora está no 303º lugar entre 645 cidades, se­gundo apontava o painel na noite de ontem, com 11,9% de cobertura vacinal em rela­ção ao número de habitantes.

No mesmo horário, a pri­meira colocada era Serrana, com 28.140 pessoas imuniza­das, 61,7% da população de 45.644 moradores. No ranking de aplicação de vacinas por do­ses distribuídas, Ribeirão Pre­to aparece na 398ª colocação, com 84,6%. São 114.081 apli­cações e 134.741 ampolas rece­bidas, segundo o site Vacina Já (“Vacinômetro”), a Secretaria de Estado da Saúde.

De acordo com a ferra­menta, 85.006 pessoas já foram imunizadas (primei­ra dose) em Ribeirão Preto. Neste grupo estão profissio­nais da saúde, funcionários e idosos de instituições de longa permanência, pessoas acima de 68 anos, policiais militares e civis, bombeiros, policiais científicos, guardas metropolitanos, agentes de segurança e de escolta peni­tenciária, da Fundação Casa e policiais federais. .

Estes “ribeirão-pretanos” representam 11,9% da popu­lação da cidade, estimada em 711.825 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geogra­fia e Estatística (IBGE). Além disso, 34.491 profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos receberam a segunda aplicação (4,8% da população).

Essas pessoas receberam doses da Coronavac, vacina desenvolvida pelo Instituto Bu­tantan em parceria com a bio­farmacêutica chinesa Sinovac, e do imunizante da Universi­dade de Oxford/AstraZeneca. O estado de São Paulo havia aplicado 7.116.323 doses de vacina contra a covid-19 até as 21h30 desta terça-feira – 5.212.750 pessoas recebe­ram a primeira e 1.903.573, a segunda. Os dados são do “Vacinômetro”, ferramenta digital, que permite a qual­quer pessoa acompanhar em tempo real o número de vaci­nados no estado.