RP aplicou 41.098 doses de vacina

0
22
ROVENA ROSA /CCS

Segundo balanço divulga­do pelo “Vacinômetro”, fer­ramenta digital desenvolvida pela Secretaria de Comunica­ção em parceria com a Com­panhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), até as 21h30 desta terça-feira, 23 de fevereiro, Ri­beirão Preto havia imunizado aplicado 41.098 doses de vaci­na contra a covid-19.

Segundo o painel, 31.378 pessoas já foram imunizadas (primeira dose) – profissio­nais da saúde, funcionários e idosos de instituições de longa permanência e pessoas acima de 85 anos, além de trabalha­dores das unidades Campus e de Emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Me­dicina da Universidade de São Paulo (HCFMRP/USP).

Elas receberam doses da Coronavac, vacina desenvol­vida pelo Instituto Butantan em parceria com a biofarma­cêutica chinesa Sinovac, e do imunizante da Universidade de Oxford/AstraZeneca. Além disso, 9.720 profissionais de saúde receberam a segunda aplicação da Coronavac. A prefeitura já recebeu 52.676 doses de vacina até agora e tem 12.011 para a segunda aplica­ção nos profissionais de saúde.

A expectativa é de que uma nova remessa chegue à cidade em março. A previsão anterior era patra esta terça-feira (23), dia em que o Butantan anun­ciou o envio de 5,6 milhões de doses, no período de 5 de fevereiro a 5 de março, ao Mi­nistério da Saúde, que depois distribuirá aos municípios.

O volume é 65% superior ao previsto inicialmente. Ri­beirão Preto deve receber en­tre oito mil e nove mil doses, segundo o prefeito Duarte No­gueira (PSDB).

Nesta terça-feira, o Bu­tantan distribuiu 1,2 milhão de doses e, nesta quarta-feira (24), serão entregues mais 900 mil frascos da vacina.

Para 25, 26 e 28 de feverei­ro ainda estão previstas libera­ções de 600 mil doses diárias. Desta forma, até domingo, São Paulo fornecerá um total de 3,9 milhões de doses ao PNI. Logo início de março o IB vai disponibilizar mais 1,7 milhão de vacinas para a imunização do país. Na soma total, serão 5,6 milhões de frascos de hoje até 5 de março.

De acordo com informa­ções divulgadas pela Secretaria Municipal da Saúde, o públi­co-alvo da primeira dose nes­ta etapa é formado por 40.829 pessoas. Ou seja, até agora a cobertura vacinal chega a 76,8%, com base nos dados do “Vacinômetro” de 31.378 pes­soas que receberam a primeira dose. De acordo com a pasta, até segunda-feira (22), 31.095 moradores haviam sido imu­nizados (76,2%). Além disso, 8.671 receberam a segunda dose (21,2%).

A pasta informa que de 30.244 profissionais de saúde, 22.644 receberam a primeira dose (74,9%) e 8.107, a segunda (26,8%). Dentre os 5.265 idosos de 85 a 89 anos, 4.242 foram imunizados uma vez (80,6%) e 25, duas vezes (0,5%).

Segundo a secretaria, de 3.770 senhores e senhoras com 90 anos ou mais, 2.659 já pas­saram pela primeira aplicação (70,5%) e 16, pela segunda (0,4%). A cobertura envolven­do os 1.550 idosos em insti­tuições de longa permanência e acamados é de 100%. Além disso, 523 já receberam a se­gunda dose (33,7%).

Os números também re­presentam 4,4% nos dois casos (“Vacinômetro” e Secretaria da Saúde) da população da cidade, estimada em 711.825 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Es­tatística (IBGE). A meta ini­cial, anunciada em janeiro, era é imunizar 150.275 pes­soas dos grupos prioritários.

Esta população é formada nesta primeira etapa do Pla­no Municipal de Imunização (PMI) por profissionais de saúde e idosos e cuja vaci­nação começou no dia 19 de janeiro. A previsão inicial é de concluir esta fase em 22 de março. O público da etapa que vai até março é compos­to por 32 mil profissionais de saúde e mais 118.275 pessoas acima de 60 anos.

Quem tem entre 80 e 84 anos deve ser vacinado con­tra a covid-19 a partir de 1º de março nas 645 cidades do Estado de São Paulo, apesar de Ribeirão Preto ainda não ter confirmado porque depen­de da chegada de novos lotes de vacina. As pessoas de 60 anos ou mais correspondem a 84,4% de todas as mortes por covid-19 no município.