30.6 C
Ribeirão Preto
13 de agosto de 2022 | 14:31
Jornal Tribuna Ribeirão
DIVULGAÇÃO
Destaque Política

RP projeta castrar 1.361 cães e gatos

A Divisão de Bem-Estar Animal, ligada à Secretaria Municipal do Meio Ambiente, abriu na terça-feira, 2 de agos­to, licitação para contratação de empresa especializada em realizar castrações de cães e ga­tos, pertencentes a pessoas de baixa renda na cidade. O projeto prevê a castração de 1.361 ani­mais domésticos, sendo 882 des­tinadas para caninos e 479 para felinos, no prazo de um ano.

Cadastro
Conforme o edital, a pre­feitura vai definir um posto de cadastramento para que os mo­radores possam incluir seus ani­mais de estimação no projeto. “Vai atender famílias residentes do município, preferencial­mente, aquelas com cadastro de acompanhamentos familia­res, contempladas com benefí­cios sociais”, explica a chefe da DBEA, Danielle Soares Girolla.

Exigências
As pessoas devem ser maio­res de 18 anos e terão de apresen­tar uma série de documentos. Na lista estão original e cópia do cartão Bolsa Família, do Registro Geral (RG), do Cadastro de Pes­soa Física (CPF), comprovante de endereço recente (últimos 90 dias) e o cartão de benefício com o extrato do último mês. “A inscrição só será validada com a apresentação de todos os docu­mentos solicitados”, afirma.

Padrinho
Para os animais de rua, é preciso que um munícipe “apa­drinhe” o animal, assinando um termo de responsabilidade, comprometendo-se a cuidar deste pelo período necessário após o processo cirúrgico. Caso existam vagas remanescentes, o serviço será disponibilizado para a população em geral.

“A castração de cães e ga­tos é a única alternativa para a diminuição do abandono e doenças. Cabe a cada cidadão a responsabilidade de cuidar e zelar pela saúde e bem-estar de seus animais e evitar que eles procriem indiscriminadamente. O abandono é crime”, ressalta a secretária do Meio Ambiente, Catherine D’Andréa.

Valor
As empresas interessadas em participar da licitação têm até as 14 horas do dia 15 de agosto para apresentação das propostas. Os envelopes serão abertos no mesmo dia. O valor estimado para contratação do serviço é de R$ 249.971,99. Em 8 de julho, o deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania) e o vereador Bertinho Scandiuzzi (PSDB) anunciaram, para o pre­feito Duarte Nogueira (PSDB), a liberação de R$ 200 mil para o mutirão de castração.

Atualmente
O recurso é oriundo de emenda parlamentar. Atual­mente, a DBEA realiza a cas­tração de 250 cães e 174 gatos pertencentes às famílias de bai­xa renda da cidade. O contrato para a realização do serviço foi assinado no dia 31 de janeiro, com a Clínica Acácio Alipio Pe­reira Goncalves Diniz Ltda., da cidade de Franca.

O valor é de R$ 49.935,70, sendo R$ 34.162,50 para ci­rurgias em cães e R$ 15.755,50 para operações em gatos. A duração do contrato é de doze meses e os recursos também são provenientes de emendas parlamentares. Ribeirão Pre­to possui entre 72 mil e 144 mil cachorros e gatos – são 720.116 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para ter direito ao benefício os interessados devem prefe­rencialmente estar cadastrados no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou ser atendidos por algum dos programas destinados às famí­lias em situação de vulnerabili­dade do município.

Clínica
A Castelli Construção Civil e Comércio de Materiais Ltda. deu início à construção da clí­nica veterinária do Programa Meu Pet, que vai atender em uma área no Jardim José Sam­paio, na Zona Norte da cidade, no cruzamento das avenidas Luiz Galvão César e Vereador José Bompani.

A obra tem previsão de en­trega para daqui a dez meses. A construtora venceu a licita­ção ao apresentar o valor de R$ 5.244.066,81, com prazo de execução de 16 meses (entre setembro e outubro de 2023), mas a previsão de entrega foi antecipada, para entre maio e junho do ano que vem. A clíni­ca está sendo construída com uma estrutura média de 480 metros quadrados.

Contará com salas cirúrgicas e equipamentos, com serviços gratuitos para cães e gatos, como consultas veterinárias, cirurgias e exames de ultrassom, raio-X e endoscopia, incluindo vacina­ção, castração e adoção respon­sável. A prefeitura de Ribeirão Preto ficou responsável pela in­dicação e cessão do terreno. O projeto foi aprovado na Câmara de Vereadores.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com