RP quer imunizar mais 8 mil idosos

0
78
ALEXANDRE DE AZEVEDO//CCS

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirmou nesta quarta-feira, 24 de fevereiro, que seguirá o calendário esta­dual e iniciará a imunização de idosos com idade entre 80 e 84 anos na segunda-feira, 1º de março. Este público-alvo é estimado em oito mil pessoas.

O agendamento será aberto na sexta-feira (26) e deve ser fei­to exclusivamente no portal da prefeitura de Ribeirão Preto, no link www.ribeiraopreto.sp.gov. br/agendamento-vacinacao-co­vid/cadastro/prof-saude-auto­nomo2d. O sistema será o mes­mo aplicado para os senhores e senhoras com 85 anos ou mais.

Não houve fila e nem con­fusão na etapa que terminou se­gunda-freira (22). A vacinação é voltada exclusivamente a domi­ciliados em Ribeirão Preto e será realizada na segunda e na terça­-feira (2). O horário ainda não foi definido, mas para as pes­soas acima de 85 anos foi das 8h30 às 15 horas. Nesta fase, porém, vão atender as salas de vacina de 26 das 36 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s)

No local os idosos devem apresentar algum documento oficial com foto – Registro Geral (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH), entre ou­tros –, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de resi­dência. O protocolo de agenda­mento será gerado após a finali­zação do processo. As pessoas de 60 anos ou mais correspondem a 84,4% de todas as mortes por covid-19 no município.

O Ministério da Saúde vai enviar para São Paulo mais 759,1 mil doses de vacinas contra a covid-19. No total, são 480,5 mil doses da Astra­Zeneca/Oxford, importadas da Índia, e 278,6 mil doses da vacina no Instituto Butantan, produzida no Brasil em parce­ria com a chinesa Sinovac. A expectativa é que Ribeirão Pre­to receba entre oito mil e nove mil doses no mês de março.

Dentre os 5.265 idosos de 85 a 89 anos, 4.242 foram imuniza­dos uma vez (80,6%) e 25 rece­beram a segunda dose (0,5%). Segundo a secretaria, de 3.770 senhores e senhoras com 90 anos ou mais, 2.659 já passaram pela primeira aplicação (70,5%) e 16, pela segunda (0,4%). A cobertura envolvendo os 1.550 idosos em instituições de longa permanência e acamados é de 100%. Além disso, 523 já recebe­ram a segunda dose (33,7%).

Segundo balanço divulgado pelo “Vacinômetro”, ferramenta digital desenvolvida pela Secre­taria de Comunicação em par­ceria com a Companhia de Pro­cessamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), até as 20 horas desta quarta-feira, 24 de fevereiro, Ribeirão Preto havia aplicado 41.493 doses de vacina contra a covid-19.

Segundo o painel, 31.457 pessoas já foram imunizadas (primeira dose) – profissionais da saúde, funcionários e idosos de instituições de longa perma­nência e pessoas acima de 85 anos, além de trabalhadores das unidades Campus e de Emer­gência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC­FMRP/USP).

Elas receberam doses da Coronavac, vacina desenvol­vida pelo Instituto Butantan em parceria com a biofarma­cêutica chinesa Sinovac, e do imunizante da Universidade de Oxford/AstraZeneca. Além disso, 10.036 profissionais de saúde receberam a segunda aplicação da Coronavac. A prefeitura já recebeu 52.676 doses de vacina até agora e tem 12.011 para a segunda aplica­ção nos profissionais de saúde.

De acordo com informações divulgadas pela Secretaria Mu­nicipal da Saúde, o público-alvo da primeira dose nesta etapa é formado por 40.829 pessoas. Ou seja, até agora a cobertura vaci­nal chega a 65,5%, com base nos dados do “Vacinômetro” de 31.457 pessoas que recebe­ram a primeira dose. Já a imu­nização com a segunda dose (10,036) está em 20,9%.

De acordo com a Secretaria da Saúde, até segunda-feira (22), 31.095 moradores haviam sido imunizados (76,2%). Além dis­so, 8.671 receberam a segunda dose (21,2%). A pasta informa que de 30.244 profissionais de saúde, 22.644 receberam a pri­meira dose (74,9%) e 8.107, a segunda (26,8%).

Os números também re­presentam 4,4% nos dois casos (“Vacinômetro” e Secretaria da Saúde) da população da cidade, estimada em 711.825 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A meta inicial, anunciada em janeiro, era é imunizar 150.275 pessoas dos grupos prioritários.

Esta população é formada nesta primeira etapa do Plano Municipal de Imunização (PMI) por profissionais de saúde e ido­sos e cuja vacinação começou no dia 19 de janeiro. A previsão inicial é de concluir esta fase em 22 de março. O público da etapa que vai até março é composto por 32 mil profissionais de saú­de e mais 118.275 pessoas aci­ma de 60 anos.