21.8 C
Ribeirão Preto
8 de agosto de 2022 | 4:20
Jornal Tribuna Ribeirão
GOVERNO DE SÃO PAULO
Destaque Saúde

RP quer vacinar 60 mil crianças

A Secretaria Municipal da Saúde distribuiu nota à im­prensa, no final da tarde des­ta sexta-feira, 14 de janeiro, para informar que aguarda o envio de doses da vacina pe­diátrica da Pfizer/BioNTech para iniciar a vacinação em crianças de 5 a 11 anos no início da próxima semana. A estimativa é de que há cerca de 60 mil crianças nesta faixa etária em Ribeirão Preto.

Este número representa 8,33% da população da cidade, que até 31 de julho do ano pas­sado era de 720.116 habitantes, segundo o Instituto Brasilei­ro de Geografia e Estatística (IBGE). A secretaria ainda não tem o imunizante específi­co para este público-alvo. Na segunda-feira (17), devem chegar 7.200 cargas para a região. Ou seja, não são ape­nas para Ribeirão Preto. Mais 8.600 são para os municípios do entorno de Franca (6.600) e Barretos (2.000).

A expectativa é que a cam­panha tenha início na terça­-feira (18) para crianças de 5 a 11 anos com comorbidades. “É importante ressaltar que a pas­ta ainda não foi informada so­bre o quantitativo de doses que irá receber, portanto aguarda este número para definir o calendário e estratégia vacinal deste grupo”, diz a nota da Se­cretaria Municipal da Saúde.

A distribuição das doses cabe à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, por meio do Plano Estadual de Imuni­zação (PEI). O início da va­cinação de crianças de 5 a 11 anos na cidade coincide com a aplicação da primeira vacina contra o coronavírus no muni­cípio. Em 19 de janeiro do ano passado, a técnica de enferma­gem Maria Lucia dos Santos, a Malu, de 45 anos, recebeu a Coronavac/Sinovac/Butanta- no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ri­beirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

No dia 15 de outubro de 2021, a prefeitura de Ribeirão Preto promoveu uma ceri­mônia simbólica para come­morar a histórica marca de um milhão de doses de vaci­nas contra a covid-19 aplica­das em moradores da cidade, Quem recebeu a milionésima dose, do imunizante da As­traZeneca/Oxford/Fiocruz na Unidade Básica de Saúde (UBS) Mamoro Kobayashi, no distrito de Bonfim Pau­lista, foi a publicitária Júlia Simão Siqueira, de 31 anos.

A Secretaria Municipal da Saúde vai manter o sis­tema de agendamento no portal oficial da prefeitura (www.ribeiraopreto.sp.gov.br). Ribeirão Preto tem 38 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) com salas para vaci­nação, mas tem utilizado 36 postos na campanha contra a covid-19. Assim como já acontece com idosos, adultos e adolescentes, a pasta deve manter o atendimento em domicílio para as crianças.

As pessoas acamadas de todos estes grupos podem re­ceber o imunizante em sua própria casa, por meio do Serviço de Atenção Domi­ciliar (SAD). Basta entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima ou no próprio Serviço de Aten­ção Domiciliar, pelo telefone 3977-7111. O pré-cadastro no site Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br) é recomendado para todos os públicos incluídos no calendário de imunização.

Balanço
Segundo dados do “Va­cinômetro”, até as 17 horas desta sexta-feira (14), Ri­beirão Preto havia aplicado 1.329.372 doses de vacinas contra a covid-19. De acor­do com a plataforma, 559.404 pessoas haviam recebido a primeira carga, 518.933 a se­gunda, 230.373 a de reforço e 20.662, a dose única.

Até o final da tarde desta sexta-feira, segundo a Secre­taria Municipal da Saúde, a cobertura vacinal contra a co­vid-19 em Ribeirão Preto era de 90% da população com a primeira dose, 80% com a se­gunda e 41% com a terceira.

Cronograma estadual
Nesta primeira etapa da campanha de vacinação in­fantil, o Plano Estadual de Imunização recomenda que as 645 prefeituras do estado prio­rizem crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiên­cia, indígenas e quilombolas. A estimativa é que 850 mil me­nores nestas condições sejam vacinados de forma prioritária até 10 de fevereiro.

Dependendo da quantida­de de doses que o Ministério da Saúde encaminhar ao go­verno paulista, será possível a abertura por faixa etária (sem comorbidades) a partir da se­gunda semana de fevereiro. A pasta encaminhou apenas 234 mil doses para a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo nesta sexta-feira. A expectativa é que o governo federal enca­minhe novos lotes a partir da próxima semana.

A lista das comorbidades é definida pelo Ministério da Saúde. Pais e responsáveis pre­cisam apresentar nos postos de vacinação comprovantes como exames ou qualquer prescrição médica. Os cadastros já exis­tentes nas Unidades Básicas de Saúde também poderão ser utilizados para a vacinação.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse nesta sexta-feira que a Pfizer antecipou para domin­go (16) a entrega de mais 1,2 milhão de doses da vacina pe­diátrica contra a covid-19, que integram a segunda remessa do imunizante voltado a crianças com idade entre 5 e 11 anos.

A primeira remessa de do­ses da vacina, de 1,2 milhão, foi descarregada na madruga­da do dia 13 no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no estado de São Paulo. A previ­são é que o Brasil receba em janeiro 4,3 milhões de doses da vacina. Segundo o Minis­tério da Saúde, durante o pri­meiro trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas.

O público-alvo no Brasil é formado por 20,5 milhões de crianças. Em fevereiro, a previ­são é que sejam entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 mi­lhões. O esquema vacinal será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.

A relação de comorbidades
– Insuficiência cardíaca
– Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
– Síndromes coronarianas
– Valvopatias
– Miocardiopatias e pericardiopatias
– Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
– Arritmias cardíacas
– Cardiopatias congênitas
– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
– Talassemia
– Síndrome de Dow-
– Diabetes mellitus
– Pneumopatia crônicas graves
– Hipertensão arterial resistente e de artéria estágio 3
– Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo
– Doença cerebrovascular
– Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
– Anemia Falciforme
– Obesidade mórbida
– Cirrose hepática
– HIV

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com