RP recebe festival de cinema francês

0
61
DIVULGAÇÃO

A partir desta quinta-fei­ra (6) e até 19 de junho, sa­las de exibição espalhadas por mais de 80 cidades bra­sileiras recebem o Festival Varilux de Cinema Francês de 2019 com seus 17 filmes participantes, incluindo um clássico – “Cyrano de Berge­rac”, com Gérard Depardieu, Anne Brochet, Vincent Perez e Jacques Weber e direção de Jean-Paul Rappeneau.

Os maiores astros do cine­ma francês estarão presentes na seleção: o público poderá con­ferir os mais recentes trabalhos de Adèle Haenel, Swann Ar­laud, François Civil, Juliette Bi­noche, entre outros. O Festival Varilux, que em 2018 levou 172 mil pessoas aos cinemas, repete o formato do ano passado com duas semanas de exibição.

Em Ribeirão Preto, a exi­bição será na sala da rede Cinépolis no Shopping San­ta Úrsula, na rua São José nº 933, Higienópolis, região central. Serão quatro sessões por dia, às 14 horas, às 16h30, às 19 horas e às 21h30 – a pro­gramação completa e a grade com os horários de cada fil­me estão no site http://varilu­xcinefrances.com/2019.

Depois de passar pelo ta­pete vermelho do Festival de Cannes, Swann Arlaud embar­cou para o Brasil para partici­par do Festival Varilux de Ci­nema Francês. O ator francês, que atua no premiado filme “Graças a Deus” (California Filmes), de François Ozon, es­tará em São Paulo nesta quarta-feira (5) e no Rio de janeiro en­tre os dias 6 e 8, para prestigiar as noites de abertura do evento e participar das sessões de de­bate com o público.

Arlaud conquistou o Cé­sar de Melhor Ator 2018 pela sua atuação em “O pequeno fazendeiro” (Petit Paysan), de Hubert Charruel e também atuou nos longas “Românticos Anônimos”, “Os anarquistas” e “Baden Baden”. Neste ano, além de “Graças a Deus”, ele pode ser visto nos cinemas franceses no longa-metragem “Un beau voyou”, de Lucas Ber­nard. O ator marcou presença em Cannes com os filmes “Les Hirondelles de Kaboul”, de Za­bou Breitman e “Perdrix”, de Erwann Le Duc.

Sucesso de público na França com mais de 665 mil espectadores e vencedor do Urso de Prata no Festival de Berlim 2018, “Graças a Deus” (California Filmes), retrata o famoso caso do padre acusado de molestar dezenas de meni­nos entre os anos 1980 e 1990. Na história, Alexandre (Melvil Poupaud) vive em Lyon com a esposa e os filhos quando des­cobre que o padre que abusou dele quando era escoteiro, ain­da trabalha com crianças.

Por causa disso, inicia um movimento com outras ví­timas do padre: Emmanuel, interpretado por Arlaud, e François (Denis Ménochet), para vir a público e buscar justiça. Baseado em uma his­tória real, o longa estreou na França em fevereiro, dias an­tes do julgamento do cardeal francês Philippe Barbarin, condenado por seu silêncio sobre os atos cometidos pelo sacerdote de sua diocese.

Asterix
para a garotada, a atração é “Asterix e o Segredo da Poção Mágica”. Asterix e Obelix preci­sam ajudar o velho druida Pa­noramix a encontrar um novo guardião para a poção mágica da Gália. Durante a viagem pela região, eles devem impe­dir que a receita mágica caia em mãos erradas, dando início a uma inesperada aventura.

Os 17 filmes do festival francês

1- Inocência Roubada
(Les chatouilles, 2018)
Censura: 12 anos
Com: Andréa Bescond, Karin Viard, Clovis Cornillac, Pierre Deladonchamps
Direção: Andréa Bescond e Eric Métayer
2- Amor à Segunda Vista
(Mon inconnue, 2019)
Com: François Civil, Joséphine Japy,
Benjamin Lavernhe
Censura: 12 anos
Direção: Hugo Gélin
3- A Revolução em Paris
(Un peuple et son roi, 2018)
Censura: 14 anos
Com: Gaspard Ulliel, Adèle Haenel, Olivier Gourmet, Louis Garrel, Izïa Higelin, Noémie Lvovsky, Laurent Lafitte
Direção: Pierre Schoeller
4- Quem Você Pensa que Sou
(Celle que vous croyez, 2019)
Censura: 12 anos
Com: Juliette Binoche, François Civil, Nicole Garcia
Direção: Safy Nebbou
5- Asterix e o Segredo da Poção
Mágica (Astérix – Le secret de la
potion magique- 2018)
Censura: livre
Com: versão dublada e legendada
Direção: Louis Clichy e Alexandre Astier
6- Através do Fogo (Sauver ou périr, 2018)
Censura: 14 anos
Com: Pierre Niney, Anaïs Demoustier, Chloé Stefani
Direção: Frédéric Tellier
7- Boas Intenções
(Les bonnes intentions, 2018)
Censura: 12 anos
Com: Agnès Jaoui, Alban Ivanov, Tim Seyfi
Direção: Gilles Legrand
8- Cyrano Mon Amour (Edmond, 2019)
Censura: 12 anos
Com: Thomas Solivérès, Olivier Gour­met, Mathilde Seigner
Direção: Alexis Michalik
9- Os Dois Filhos de Joseph
(Deux Fils, 2019)
Censura: 12 anos
Com: Vincent Lacoste, Benoît
Poelvoorde, Mathieu Capella
Direção: Félix Moati
10- Filhas do Sol (Les Filles du soleil, 2018)
Censura: 14 anos
Com: Golshifteh Farahani,
Emmanuelle Bercot
Direção: Eva Husson
11- Finalmente Livres (En liberte, 2018)
Censura: 14 anos
Com: Adèle Haenel, Pio Marmai,
Audrey Tautou, Damien Bonnard
Direção: Pierre Salvadori
12- Graças a Deus (Grâce à Dieu, 2019)
Censura: 14 anos
Com: Melvil Poupaud, Denis Ménochet, Swann Arlaud
Direção: François Ozon
13- Um homem fiel (L’homme fidèle, 2018)
Censura: 12 anos
Com: Laetitia Casta, Louis Garrel,
Lily-Rose Depp
Direção: Louis Garrel
14- O Mistério de Henri Pick
(Le mystère Henri Pick, 2019)
Censura: 12 anos
Com: Fabrice Luchini, Camille Cottin, Alice Isaaz
Direção: Rémi Bezançon
15- Meu Bebê (Mon bébé, 2019)
Censura: 12 anos
Com: Sandrine Kiberlain,
Thaïs Alessandrin, Victor Belmondo
Direção: Lisa Azuelos
16- O Professor Substituto
(L’heure de la sortie, 2019)
Censura: 14 anos
Com: Laurent Lafitte, Emmanuelle
Bercot, Pascal Greggory
Direção: Sébastien Marnier
17- Cyrano de Bergerac
– O clássico (Cyrano de Bergerac, 1990)
Censura: 12 anos
Com: Gérard Depardieu, Anne Brochet, Vincent Perez, Jacques Weber
Direção: Jean-Paul Rappeneau

Comentários