RP registra mais 45 casos em 24 horas

0
46

Ribeirão Preto registrou mais 45 casos de covid-19 em 24 horas – quase dois a cada 60 minutos – e o total de pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 saltou de 815 para 860 nesta terça-feira, 26 de maio, aumen­to de 5,5%. O recorde diário de novos pacientes com corona­vírus é do dia 19, quando 65 moradores da cidade foram diagnosticados com a doença.

Ribeirão Preto também tem 20 mortes por covid-19. Em um mês, desde 27 de abril, quando o município contabili­zava 259 casos confirmados de coronavírus, mais 601 pessoas foram infectadas pelo Sars­-CoV-2, média de 20 confir­mações por dia e alta de 232%.

Na época, Ribeirão Preto contabilizava sete mortes por co­vid-19 – atualmente, são 13 a mais. Em 26 dias de maio, desde 30 de abril, quando somava 282 pessoas com covid-19, a cidade atendeu mais 578 pacientes com a doença, alta de 204,9%, com média diária de 22 novas confirmações.

O avanço de casos neste mês, segundo o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, é justificado pelo aumento na capacidade de testagem do município. Até os pacientes com sintomas leves de síndrome gripal estão sendo tes­tados nos postos do município. A Secretaria Municipal da Saúde acrescentou às notificações e aos casos descartados também as síndromes gripais.

Os pacientes que procuram atendimento no sistema de saú­de do município e estão sendo testados mesmo com sintomas leves de gripe. Atualmente, são 4.195 notificados e 2.924 que testaram negativo, ou 69,7% do total. A cidade também aguarda o resultado de 411 exames que estão represados nos laborató­rios (9,8%). Os 860 confirma­dos representam 20,5%.

Máscaras
Durante o mês de maio, vo­luntários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, da região Leste de Ribeirão Preto, e da comunidade, estarão envolvidos na confecção de cer­ca de dez mil máscaras de pro­teção e combate à covid-19, que serão doadas ao Fundo Social de Solidariedade da prefeitura de Ribeirão Preto. A ação, que tem entre os voluntários jovens e adultos, é chamada “Mãos que ajudam a preservar vidas”.

A presidente do Fundo So­cial de Solidariedade de Ribeirão Preto, Mariana Jábali, agradece o apoio e explica que esta ação é muito importante para a cidade. “Parabéns a todos os voluntários da Igreja por estarem engajados como comunidade neste difícil momento. Juntos somos mais fortes”, diz.

Para a confeiteira, Magali de Oliveira, costureira voluntária, neste tempo confuso e repleto de novas preocupações por cau­sa da covid-19, costurar másca­ras se transformou em um ato de amor. “O melhor que temos a fazer é servirmos ao nosso pró­ximo com dedicação pensando no seu bem-estar”, ressalta.