RP ultrapassa 13,1 mil casos de covid

0
28
REUTERS

Ribeirão Preto registrou mais 390 casos de coronaví­rus em 24 horas – cerca de um a cada quatro minutos –, e o número de pessoas infec­tadas pelo Sars-CoV-2 passou de 13 mil, saltando de 12.762 para 13.152 nesta quarta-fei­ra, 29 de julho, aumento de 3% em relação à terça-feira (28), segundo dados divulga­dos pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

O recorde de infecções em um único dia é de 15 de julho, de 657 registros. Em sua live de final de tarde, o prefeito Du­arte Nogueira Júnior (PSDB) disse que aproximadamente 11,6 mil moradores infectados já estão curados. O número representa 88,2% dos 13,1 mil confirmados até agora.

Na semana de 13 a 19 de julho, foram confirmados na cidade 2.575 novos casos de coronavírus, com média de 368 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 por dia. Entre dos dias 20 e 26, foram constatados 1.810 novos pacientes com co­vid-19, ou 765 a menos do que no período anterior, queda de 29,7% e média diária de 258.

Nos últimos sete dias, en­tre quinta-feira (23) e ontem, a média ficou em 210 novos casos por dias – 302 de quin­ta (23), 283 de sexta-feira (24), 270 de sábado (25), 111 de do­mingo (26), 107 de segunda­-feira, 311 de anteontem e 390 desta quarta-feira, somando 1.472 pessoas infectadas. Atu­almente, são 34.112 notifica­ções e 14.440 que testaram ne­gativo para covid-19, ou 42,3% do total.

A cidade também aguarda o resultado de 6.520 exames que estão represados nos labo­ratórios (19,1%) – o número mais alto da pandemia, que an­tes era de anteontem, de 6.404. Os 13.152 casos confirmados representam 38,6% e ocorre­ram em cinco meses.

São 96 de março, 208 de abril, 1.239 de maio e 6.433 de junho, 5.194 a mais do que no mês anterior, alta de 419,2%. Em 29 dias de julho já são 5.176 pessoas diagnosticadas com Sars-CoV-2, ou 172 a cada 24 horas. Ribeirão Preto também tem 355 mortes.

Desde 29 de junho, quando a cidade contabilizava 4.746 casos pessoas com coronaví­rus, mais 8.406 moradores fo­ram infectados pelo coronaví­rus, média de 280 por dia, onze por hora e alta de 177,1%. Na época, o município contabili­zava 144 mortes por covid-19.

Atualmente, são 211 a mais. A Secretaria Municipal da Saú­de acrescentou às notificações e aos casos descartados tam­bém as síndromes gripais. Os pacientes que procuram aten­dimento no sistema de saúde do município e estão sendo testados mesmo com sintomas leves de gripe.

Segundo o Sistema de Mo­nitoramento Inteligente (Simi­-SP) do governo de São Paulo, que acompanha 104 municí­pios com mais de 70 mil ha­bitantes, a taxa de isolamento social em Ribeirão Preto ficou em 43% na terça-feira (28). O ideal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é de 70%, e o aceitável de 50%.

Região
Até segunda-feira, 65 ci­dades da macrorregião de Ri­beirão Preto tinham 28.605 pessoas infectadas com o novo coronavírus, além de 847 mor­tes por covid-19 até as 19 horas de anteontem. Já são 53 mu­nicípios com falecimentos em decorrência da doença. A taxa de letalidade é de 2,96%. Se­gundo o Simi-SP, na terça-feira (28) o isolamento em Barretos foi de 35%, em Bebedouro fi­cou em 48, em Franca foi de 41%, em Jaboticabal foi de 42% e em Sertãozinho, de 45%.

Comentários