Sanchez diz que encarar o campeão Flamengo tem um sabor especial para o Santos

0
19
IVAN STORTI/SANTOS FC

O Santos entra em campo neste domingo (8) para buscar, na 38ª e última rodada, a se­gunda colocação do Campeo­nato Brasileiro. Mas para isso precisará vencer justamente o campeão, o Flamengo, na Vila Belmiro. Para o meia uruguaio Carlos Sanchez, o duelo contra o também ga­nhador da Copa Libertadores tem um sabor especial para os jogadores santistas.

“Tem sabor especial de en­frentar o campeão. Temos que pensar sempre em ganhar, eles sendo os campeões ou não. O Santos é caracterizado por ganhar em qualquer lugar. A nossa ideia fixa é ganhar sem pensar no adversário. Obvia­mente há o sabor especial por ser um jogo contra o campeão da Libertadores e Brasileiro, mas temos a mesma motiva­ção de sair para ganhar”, disse Sanchez, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

A partida contra o Flamengo pode ser a última do Santos sob o comando do técnico argentino Jorge Sampaoli, que é especula­do para trabalhar no Palmeiras na próxima temporada. O uru­guaio revelou que o treinador não comentou com o elenco se permanecerá ou deixará a equi­pe, mas comentou que os joga­dores não têm que se preocupar com o que será decidido.

“Ele não falou nada com a gente, nem se despediu. É como ele fala, acabando o campeona­to vai pensar no que fazer. Nós não temos que nos preocupar tanto com o futuro dele. Não podemos falar se fica. É de­cisão dele. Temos o campeão pela frente, em grande mo­mento. Nossa preocupação tem que ser em terminar ano bem na nossa casa”, afirmou.

Sanchez admitiu que seria difícil estar do lado oposto do treinador argentino. “Seria difí­cil (enfrentá-lo), conhece nosso time. Sabe a característica de cada jogador. Seria difícil, mas se Sampaoli sair, quem vier terá seu jeito de machucar o Sam­paoli se o enfrentarmos. Se fala da possibilidade grande e isso é pelo grande trabalho aqui. Não podemos pensar no futuro por­que não sabemos o que pode acontecer”, completou.

O Santos realizou nesta sex­ta-feira o penúltimo treinamento antes de enfrentar o Flamengo. O goleiro Everson e o meia Evandro foram os desfalques da atividade.

O primeiro teve dores no tornozelo esquerdo e fez um trabalho de fisioterapia na aca­demia. Se não puder atuar, Van­derlei deve atuar como titular. Evandro, por sua vez, foi a cam­po participar do aquecimento, mas voltou à academia para re­alizar trabalhos internos.

Os desfalques certos são o zagueiro Luan Peres e o lateral­-esquerdo Felipe Jonatan, sus­pensos. O meia peruano Cueva está afastado por indisciplina até o final do ano.

Comentários