IVAN SORTI

A partida desta terça-fei­ra (12), contra o River Plate (URU), às 19h15, no estádio Luis Franzini, em Montevidéu, marca a volta do Santos à Copa Sul-Americana após nove anos. A última vez que o Peixe dispu­tou a competição foi em 2010, quando acabou eliminado na primeira fase pelo Avaí.

De lá pra cá o Santos dispu­tou quatro vezes a Copa Liber­tadores da América, em 2011 e 2012 e nos dois últimos anos. No entanto, entre 2013 e 2016, o Peixe não disputou a compe­tição por conta do regulamento da Copa do Brasil, que excluía do torneio continental os clubes que chegavam ao menos até as oitavas de final.

Em 2013, o time da Vila Bel­miro foi justamente até as oitavas de final e caiu diante do Grêmio. No ano seguinte, foi até as semis e acabou eliminado pelo Cru­zeiro. A melhor participação foi em 2015, quando perdeu o título para o rival Palmeiras. Na tem­porada de 2016, o Internacional eliminou o Santos nas quartas de final.

Com elenco ainda em for­mação e o técnico Jorge Sam­paoli pedindo reforços, o Santos aposta suas fichas nesta compe­tição e deve “jogar para valer” pela primeira vez. O torneio co­meçou a ganhar mais importân­cia nos últimos anos, desde que passou a garantir vaga na Liber­tadores do ano seguinte. Antes disso, o Peixe chegou a poupar titulares em jogos pela competi­ção, como o duelo com o Avaí, em 2010.

Comentários