Senadores falam em prejuízo para articulação

0
18

A notícia da demissão do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Alberto do Santos Cruz, surpreendeu se­nadores no fim da tarde desta quinta-feira, 13. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), manifestou preocu­pação com uma piora na relação entre o governo e o Congresso, de acordo com interlocutores que estavam reunidos no mo­mento da informação.

Santos Cruz esteve de manhã no Senado para uma audiência na Comissão de Transparência, de onde saiu para uma conver­sa com Bolsonaro. O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), inclusive, havia agendado uma reunião com o chefe da Secreta­ria de Governo para esta sexta-feira, 14, no Palácio do Planalto. “É uma lástima. Havia um bom relacionamento do Congresso com ele”, comentou Rodrigues.

O líder do bloco que reú­ne PL, DEM e PSC no Senado, Wellington Fagundes (PL-MT) avaliou a saída de Santos Cruz como mais um complicador na articulação política do Planalto. “É uma pessoa de estabilidade”, afirmou, em referência ao mi­nistro. “Temos uma instabilida­de e uma imprevisibilidade com o que vai acontecer até a semana que vem, isso vai respingar para o governo? São perguntas que todos querem saber”, declarou. “Vemos um governo que tem colocado à frente sempre a ques­tão ideológica, e isso é sempre um ‘dificultador’ nas relações.”

Comentários