JF PIMENTA/JORNAL TRIBUNA

Ao assumir o Botafogo na semana passada, o novo co­mandante do Pantera, Hemer­son Maria, afirmou que chega ao clube com o pensamento de conquistar o acesso à primeira divisão do futebol nacional.

Desde o inicio da com­petição, o Tricolor briga na parte de cima da tabela e ficou boa parte do tempo ocupando o G-4. Entretanto, estar entre os primeiros não é garantia de êxito. Muito equilibrado, o Campeonato Brasileiro da Série B sempre tem novidades quando entra em sua reta decisiva.

Esta edição, por sinal, é a mais equilibrada desde o ano de 2006. Em 2019, até a 15ª rodada, a diferença de pontos entre o 1º e o 10º co­locado, era de apenas 5 pon­tos, menor número dentro do período.

Em 2013, a diferença en­tre Chapecoense e Joinville na 15ª rodada era de 17 pon­tos. Outro dado que compro­va o grande equilíbrio em 2019 é a diferença de pontos entre o 4º e o 10º lugar. Ape­nas um ponto separa Londri­na e Sport.

A tendência é que daqui para frente, o campeonato continue equilibrado. Desta forma, os confrontos diretos passam ser os chamados “jo­gos de seis pontos” com ain­da mais impacto na tabela de classificação.

O Botafogo, inclusive, tem um jogo deste gabarito na próxima rodada. O tri­color encara o Sport, no sá­bado, fora de casa, em duelo com um concorrente direto ao acesso. Atualmente o Pan­tera está com 24 pontos ocu­pando o quinto lugar, contra 23 do Sport, que é o décimo colocado.

Comentários