Sicília de sol, de arte e de história

0
30

A natureza imprimiu beleza singular à Sicília, a maior das ilhas do Medi­terrâneo. E sua condição geográfica explica o porquê da incrível sobreposição de estilos arquitetônicos nas suas mais importantes edi­ficações. À herança greco­-romana uniram-se estéticas oriundas de civilizações que se estabeleceram no terri­tório siciliano ao longo de 1.000 anos, entre elas a ára­be, a espanhola, a francesa, a normanda e a bizantina.

Dois roteiros turísticos mostram como a sucessão de culturas resultou em um cenário de esplêndida har­monia. Palermo figura em ambos os roteiros. Na capital da Sicília, o interior da Cape­la Palatina reluz e revela toda a magnitude dessa obra de influência árabe-normanda. Em saídas a partir da prin­cipal cidade siciliana, o visi­tante verá outros marcos ar­quitetônicos da Idade Média italiana, entre eles a Catedral de Monreale, com seus mo­saicos, e ainda se encantará com a adorável aldeia Cefalù e o povoado de Messina.

Grande atração em Sira­cusa, o Parque Arqueológico de Neápolis é o maior con­junto de ruínas greco-roma­nas, guardadas naquela que já foi a mais importante cida­de da Antiguidade. Período em que a Sicília era colônia da Grécia. Vale dos Templos e Teatro Grego também re­montam ao passado helênico de cidades como Agrigento e Taormina.

Na Sicília, os tesouros não se limitam aos múltiplos esti­los arquitetônicos refletidos em suas cidades. A natureza também exerce grande fascí­nio sobre os visitantes. Soma­da à cristalina água que abra­ça toda a sua extensão, a ilha é lar do mais alto vulcão da Europa. Com 3.223 metros de altura, o Etna é um gigan­te ativo e está em constante erupção. Rico em minerais, o solo vulcânico da região tem contribuído para o desenvol­vimento da atividade vinícola no destino.

Em um dos roteiros, o via­jante pode combinar a visita à Sicília com uma passagem inicial por outras regiões da Itália. É possível subir a co­lina do bairro Vômero para contemplar o Golfo de Ná­poles e o adormecido Vesú­vio, sem falar em desfrutar da autêntica pizza napolita­na. Com acesso sem filas, dá para conhecer as famosas ru­ínas da cidade de Pompeia. E ainda encantar-se com a be­leza da Gruta Azul, na Ilha de Capri, antes de tomar o ferry boat rumo a Palermo. In­formações sobre os roteiros podem ser obtidas pelo site www.francatur.com.br.

Comentários