Usuários e companhias que precisem de uma cama extra de proteção sobre as conversas e arquivos trafegados pelo Slack já podem contar com uma ferramenta própria de criptografia e gerenciamento de chaves de segurança. A novidade está disponível para assinantes corporativos do serviço.

Desenvolvido há cerca de um ano e três meses, o sistema de gerenciamento de chaves criptográficas tem as grandes empresas como seu principal foco. A partir da plataforma Enterprise Grid, voltada para corporações com centenas ou milhares de colaboradores, que também traz ferramentas adicionais para administradores de redes, a ideia é que a nova camada de segurança seja aplicada de forma transparente aos usuários, acima daquela que já está presente em toda a comunicação realizada pelo Slack.

O serviço conta com o suporte do sistema de cloud computing da Amazon para funcionar e, como toda a utilização do sistema de comunicação em si, é totalmente baseado na nuvem. Com o EKS, na sigla em inglês, o Slack desejou dar mais controle a seus clientes sobre a segurança das próprias informações, com o foco principal sendo empresas que lidam com dados sensíveis de seus clientes, arquivos que envolvam direitos autorais ou informações confidenciais.

Ao lançar o novo recurso, o Slack também disse ter trabalhado com os próprios usuários para entender inconveniências e deficiências dos serviços de gerenciamento de criptografia já existentes. Com isso, vieram opções como a possibilidade de impedir acesso a certos dados apenas durante certos períodos do dia e determinados canais ou a criação de chaves individuais, o que permite, também, que elas sejam revogadas sem que outras pessoas sintam o impacto disso, com o trabalho delas continuando normalmente.

De acordo com Ilan Frank, diretor de produtos empresariais do Slack, a solução para chegar a esse resultado foi a criação de chaves individuais para diferentes categorias como horário, organização, canais, usuários e tudo mais. O gerenciamento, do ponto de vista dos bastidores, claro, se torna mais complexo e pesado (o que explica o uso da nuvem da Amazon), mas para os administradores, é uma questão de cliques e de observar o painel de controle para “desligar” ou não o que é desejado.

Como dito, o novo sistema de gerenciamento de chaves de criptografia está disponível para os usuários do Enterprise Grid do Slack, o sistema voltado para grandes corporações e com pacotes vendidos de acordo com o tamanho e a escala de cada negócio.

Fonte: SlackVentureBeat

Comentários