SP autoriza contratação de mais 5,6 mil policiais

0
306
Mais PM´s em São Paulo - Foto JF Pimenta/Arquivo

Concursos acontecerão neste ano e em 2021

O governo de São Paulo autorizou, no sábado, 25 de janeiro, a contratação de 5.605 policiais militares para o Estado. Os profissionais serão selecionados por meio de concursos públicos com previsão de serem lançados neste e no próximo ano. O objetivo é programar a reposição do efetivo.

A medida foi divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) e o próximo passo será a abertura de edital para que os interessados possam se inscrever para a realização da prova. A abertura dos concursos deve respeitar a suficiência orçamentária e os preceitos legais.

No total, foram autorizadas 41 vagas para segundo tenente médico PM, 130 para aluno oficial, 5.400 para soldados de segunda classe, 26 para segundo tenente dentista PM, seis para segundo tenente farmacêutico PM e duas para segundo tenente veterinário PM.

As carreiras integram os quadros de oficiais policiais militares (QOPM), de oficiais de saúde (QOS) e de praças policiais militares (QPPM). Atualmente, já estão em formação mais de 6,4 mil novos policiais militares, sendo 5.855 soldados de segunda classe e 630 alunos oficiais.

Além disto, tomarão posse nas próximas semanas outros 190 alunos oficiais, que iniciarão também o Curso de Formação de Oficiais (CFO). Em 19 de novembro, o governador João Doria (PSDB) nomeou 3.755 aprovados em concurso público para cinco carreiras diferentes das polícias Civil e Militar. Para a Polícia Militar, foram nomeados 2.655 soldados de segunda classe.

Para a Polícia Civil foram 400 agentes policiais, 300 agentes de telecomuni-cações, 200 auxiliares de papiloscopista e 200 papiloscopistas. O novos policiais já iniciaram os cursos na Escola Superior de Soldados (ESSd) e Academia da Polícia Civil (Acadepol).

Após a formação, passarão por um período de estágio probatório. Os novos policiais serão designados para reforças o efetivo nos batalhões territoriais da PM e nas delegacias e departamentos da PC de todo o Estado.

Em breve, outros 1.650 policiais civis devem ser nomeados – serão 250 delegados, 600 investigadores e 800 escrivães – totalizando as 2.750 nomeações anunciadas pelo governador no início da gestão.