SP lança versão digital do ‘RG’

0
98
DIVULGAÇÃO

A Polícia Civil (PC) do Estado de São Paulo lançou na terça-feira, 11 de agosto, o “RG Digital SP”, aplicativo para obter uma versão digital da carteira de identidade. O documento pode ser baixado e armazenado no aparelho celular gratuitamente. Válido em todo o território nacional, o Registro Geral integra uma série de meditas adotadas para a modernização da PC.

O aplicativo também per­mite a solicitação da segunda via do documento físico sem precisar sair de casa. A no­vidade, que foi publicada no Diário Oficial do Estado, já está em funcionamento. De acordo com a corporação, o documento eletrônico não substituirá a necessidade de emissão do RG físico, “contu­do agilizará processos”.

O aplicativo está dispo­nível nas lojas de aplicativos Google Play e Apple Store. Para o uso do RG digital, os requisitos mínimos de tecno­logia necessários são Android 5.0 e iOs 10, ou ambos em versão superior. Além disso, é preciso que o celular possua uma câmera de pelo menos cinco megapixels e conexão de dados ativa.

Podem acessar o serviço disponível no aplicativo as pessoas que tiverem o docu­mento físico emitido a par­tir de fevereiro de 2014, com Código QR impresso no verso do RG físico, e que estejam cadastrados no Sistema Au­tomatizado de Identificação Biométrica (Abis) da PC. A base de dados paulista possui cerca de 35 milhões de pron­tuários biométricos. Caso contrário, o interessado deve emitir um novo RG para usar a ferramenta.

Para acessar o documen­to digital, basta baixar o “RG Digital SP”, abrir o aplicativo e selecionar a opção “Adicionar RG”, para escanear o código QR do verso da identidade em papel, seguindo os passos indicados na tela do celular. O aplicativo vai direcionar o ci­dadão para a “prova de vida”, feita via tecnologia de reco­nhecimento facial.

Em situações específicas, como troca de aparelho celular ou desinstalação do aplicativo, basta baixar novamente e se­guir os passos para acessar o RG Digital. No entanto, para evitar fraudes, o documento virtual só estará disponível para um aparelho celular, po­dendo ser bloqueado se houver tentativa em outros aparelhos.

No caso de roubo ou fur­to, apesar da existência de sistema de segurança base­ado em biometria, senhas e criptografia, que impede acesso a estranhos, o cidadão deve registrar o ocorrido na Delegacia Eletrônica ou pes­soalmente nas delegacias de polícia. Se for extraviado ou quebrado, basta reinstalar o aplicativo e emitir novamente o documento digital.

Segunda via de RG
O aplicativo RG Digital SP também permite a solicitação de 2ª via da identidade física, para maiores de 16 anos, com documento emitido a partir de fevereiro de 2014, com o códi­go QR impresso no verso. Para isso, é preciso abrir o aplicativo e selecionar a opção segunda via do RG, obedecendo os se­guintes passos:

1. Insira o número do RG e e-mail válido para contato.
2. Selecione o local para retirar a 2ª via do RG físico.
3. Comprove sua identidade e prova de vida através do reco­nhecimento facial no próprio aplicativo.
4. Siga as orientações de paga­mento que serão enviadas no e-mail indicado.
5. Retire seu documento físi­co presencialmente no ponto escolhido após 10 dias úteis, apresentando o Dare devida­mente pago.

Para pagar a taxa de se­gunda via do RG, o solicitante deve seguir as instruções para geração do Documento de Arrecadação de Receitas Es­taduais (Dare) de pagamento, enviadas para um e-mail, após a solicitação do documento pelo aplicativo. Depois dis­so, deve acessar o Ambiente de Pagamentos da Secretaria da Fazenda e Planejamento e seguir com as instruções para finalização do pagamento.

Comentários