SP prorroga repasse do Merenda em Casa

0
15
GOVERNO FEDERAL

O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira, 19 de novembro, que manterá o programa Merenda em Casa nos meses de novembro e dezembro para 770 mil estudantes da rede estadual. No total, o investimen­to será de R$ 345 milhões até o fim do ano. A oitava parcela do subsídio foi paga nesta semana e a previsão é de que benefício de dezembro seja transferido ao longo do mês.

O Merenda em Casa bene­ficia 19,4 mil alunos da região de Ribeirão Preto, com inves­timento de aproximadamente de R$ 1,07 milhão por mês. O repasse de R$ 55 é subsidiado integralmente pelo governo de São Paulo. “O programa aten­de os estudantes mais carentes, aqueles que vivem, infelizmen­te, em situação de pobreza ou extrema pobreza e que rece­bem a oportunidade de faze­rem a sua merenda em suas casas”, diz o governador João Doria (PSDB).

O Merenda em Casa foi im­plementado há oito meses para destinar aos estudantes de famí­lias mais vulneráveis o valor de R$ 55 por aluno para a compra de alimentos, durante o período de suspensão de aulas presen­ciais por conta da pandemia do coronavírus. Embora em parte do estado as escolas já tenham retornado as atividades presen­ciais, o governo resolveu garan­tir o benefício até o fim do ano.

“Logo após a suspensão das aulas presenciais, olhamos para os estudantes que estavam na extrema pobreza, inscritos no Bolsa Família ou no Cadastro Único. Desde abril, os estudantes que mais precisam receberam este benefício de R$ 55, todos os meses”, destaca o secretário da Educação, Rossieli Soares.

Os alunos são de famílias que recebem o Bolsa Família ou vivem em situação de extrema pobreza e não recebem o benefí­cio federal, de acordo com o Ca­dastro Único do Ministério da Cidadania. O repasse de R$ 55 é subsidiado integralmente pelo Governo de São Paulo. O paga­mento do Merenda em Casa é realizado por meio do aplicativo PicPay, que pode ser usado em qualquer smartphone.

Os beneficiários que já re­ceberam o subsídio nos meses anteriores e, portanto, fizeram cadastro e validaram a identi­dade, não precisam repetir o trâmite, pois o pagamento vai cair automaticamente. Para ter acesso ao benefício não é ne­cessário ter conta bancária ou cartão de crédito. É possível sacar o dinheiro em um caixa eletrônico da rede 24Horas e transferir o valor para outras contas, sem taxa adicional.

Os beneficiários poderão fazer pagamentos por meio do celular em mais de 2,5 mi­lhões de estabelecimentos que aceitam PicPay. As lojas são identificadas por placas com o QR Code do aplicativo ou no próprio sistema de buscas da ferramenta digital.

Comentários