SP reconhece quatro arranjos da cidade

0
51
RAFAEL CAUTELLA

Quatro Arranjos Produ­tivos Locais (APLs) de Ri­beirão Preto, nas áreas de cerveja artesanal, economia criativa, indústria de saúde e software e serviços foram re­conhecidos pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SDE).

O resultado do edital, pu­blicado no final do mês de maio, contemplou 57 sistemas em todo o Estado, entre eles o Polo Cervejeiro, um dos nú­cleos setoriais que integram o Programa Empreender da Associação Comercial e Indus­trial de Ribeirão Preto (Acirp).

Por definição do Ministé­rio de Desenvolvimento, In­dústria e Comércio (MDIC), Arranjos Produtivos Locais (APLs) são aglomerações de empresas com a mesma es­pecialização produtiva e que se localizam em um mesmo espaço geográfico.

As empresas dos APLs mantêm vínculos de articu­lação, interação, cooperação e aprendizagem entre si, con­tando também com apoio de instituições locais como gover­nos, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa. Os APLs têm como objetivo ajudar no desenvolvi­mento da economia regional.

“É necessário o fortale­cimento de micro e peque­nas empresas, com foco no desenvolvimento da Região Metropolitana de Ribeirão Preto. Para isso, a Acirp tra­balha com núcleos setoriais e associativismo, integrando as cadeias de produção para seu melhor desempenho”, co­menta o presidente da Acirp, Dorival Balbino.

Para o gerente de Desen­volvimento do Supera Parque, Dalton Marques, o reconheci­mento dos APLs mostra um fortalecimento das ações de estímulo ao desenvolvimento econômico na Região Metro­politana de Ribeirão Preto, a importância do trabalho em rede e da cooperação, não só entre empresas, mas também entre entidades.

Polo Cervejeiro
A Acirp, juntamente com Supera Parque, Instituto Fede­ral de São Paulo (IFSP) e Polo Cervejeiro, abriga o APL de cervejas artesanais, que já ha­via sido reconhecido em 2018 e, na atualização e comprova­ção de atividades, foi nova­mente selecionado este ano.

O Polo Cervejeiro traba­lha a “marca coletiva” bus­cando fortalecer a cadeia produtiva e tornar Ribeirão Preto conhecida como capital da cerveja artesanal. Funda­do no dia 11 de novembro de 2015, reúne seis indústrias da cidade e uma de Sertãozinho.

O principal objetivo do grupo é promover a cultu­ra cervejeira, despertando e disseminando o interesse pela apreciação de diferen­tes sabores e estilos, por sua história, seu processo de produção e sua relação com a diversão e a socialização para que mais pessoas se interes­sem pelo produto.

Além do grupo de cervejas, a Acirp tem outros 13 grupos setoriais que integram o Pro­grama Empreender, criado em 1991 para promover o desen­volvimento e fortalecimento de micro e pequenas empresa por meio do associativismo. A modalidade possibilita o acesso a mais recursos do que qualquer empresa ou profis­sional possui de forma iso­lada e impulsiona qualquer tipo de negócio.