SP vai contratar 5,8 mil policiais militares e civis

0
54
FOTO: GOVERNO DE SÃO PAULO

O governador João Do­ria (PSDB) anunciou, nesta quinta-feira, 26 de novembro, a contratação de 5.875 poli­ciais militares e civis, apro­vados em concursos públicos que haviam sido suspensos em razão da pandemia. Par­te dos profissionais iniciarão suas atividades no segundo semestre 2021.

“É um importante reforço na Segurança Pública do Es­tado. A polícia de São Paulo, tanto a Civil como a Militar, são as polícias mais bem pre­paradas e treinadas do Bra­sil”, afirma Doria. Para a Po­lícia Militar, serão nomeados 2.100 soldados de segunda classe de um edital de 2019, que estava suspenso.

Após a nomeação, esses candidatos irão tomar posse e iniciar o Curso Superior Técni­co de Polícia Ostensiva e Pre­servação da Ordem Pública, na Escola Superior de Solda­dos. As aulas devem começar em dezembro deste ano.

A previsão é que a turma esteja apta para o policia­mento preventivo no final do ano que vem. Além destes, está prevista, para o primeiro semestre de 2021, a nomea­ção de mais 2.700 soldados de segunda classe e 190 alu­nos-oficiais de outros dois concursos suspensos, dos anos de 2019 e 2020, respec­tivamente.

Polícia Civil
Para atividades de po­lícia judiciária, serão no­meados 885 profissionais, sendo 32 delegados, 600 in­vestigadores, 54 agentes de telecomunicação, 30 papi­loscopistas, 86 auxiliares de papiloscopista e 83 agentes policiais.

Após a nomeação, esses candidatos também tomarão posse e, em seguida, iniciarão o curso de formação na Aca­demia de Polícia Dr. Corio­lano Nogueira Cobra (Aca­depol). Assim como na PM, a turma deve iniciar as aulas em dezembro deste ano, sen­do que o curso tem uma du­ração média de seis meses.

Reforço policial
Na atual gestão, foram contratados mais de 7,1 mil policiais, sendo 5.060 mili­tares, 1.323 civis e 765 técni­co-científicos. Todos já estão em plena atividade, reforçan­do a segurança no Estado. Além disto, outros 3,5 mil profissionais passam atual­mente por formação.

São 3.361 policiais milita­res entre soldados e alunos­-oficiais e 218 delegados para a Polícia Civil. “Muito breve­mente, teremos 16.602 poli­ciais novos atendendo a popu­lação de São Paulo”, destaca o general João Camilo Pires de Campos, secretário da Segu­rança Pública do Estado.

Comentários