Os ministros da sexta turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) votaram hoje pela soltura do ex-presidente Michel Temer (MDB). O ex-presidente foi preso no âmbito da Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato que atribui a ele o papel de líder de organização criminosa que teria desviado, em 30 anos de atuação, pelo menos R$ 1,8 bilhão. O coronel Lima também foi beneficiado pela decisão.

Colegiado

O colegiado que julgou Temer é composto pelos ministros Nefi Cordeiro (presidente da Sexta Turma), Saldanha (relator do caso), Rogério Schietti, Laurita Vaz e Sebastião Reis Júnior – este se declarou impedido de julgar o pedido de liberdade do emedebista.

A Sexta Turma é considerada mais “garantista” e menos “linha dura” que a Quinta Turma do STJ, que manteve a condenação de Lula no caso do “triplex do Guarujá”, mas reduziu sua pena de 12 anos e um mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão.

Foto: Agência Brasil

Comentários