Suspeito de participação na morte de Rian Augusto tem liberdade provisória concedida

0
82
Foto: Arquivo Pessoal

A Justiça de Jardinópolis concedeu liberdade provisória para Kayê Mendes Pinheiro dos Santos, de 22 anos, nesta terça-feira (10). O jovem é acusado de estar envolvido na morte de Rian Augusto Rosa, do qual era ex-namorado.

Leia também
Ônibus perde controle e deixa cinco feridos na Rodovia Anhanguera
Dupla causa batida para roubar carro na Zona Sul de Ribeirão Preto

Para a decisão, a defesa de Kayê alegou que ele é réu primário, tem residência fixa e trabalho lícito. O suspeito estava preso no Centro de Detenção Provisória de Pontal.

Além dele, Donizete Alfredo Bosco Campos, de 28 anos, que está preso, também está envolvido no caso. Donizete foi quem espancou Rian na frente da escola onde estudava. Já Kayê teria sido o responsável por dirigir o carro utilizado na fuga do agressor. Ambos respondem por homicídio triplamente qualificado.

O caso

No dia 5 de setembro de 2018, Rian encontrava-se na porta da escola, em Jardinópolis, quando foi abordado por Donizete. Na ocasião, o jovem foi agredido com socos e chutes, ficando gravemente ferido.

Socorrido e levado até o Hospital das Clínicas Unidade de Emergência (HC-UE) de Ribeirão Preto, Rian ficou dois meses internado antes de ser transferido até a Santa Casa de Batatais. Lá, Rian permaneceu até o dia 29 de julho de 2019, quando morreu após dez meses em estado vegetativo.

Comentários