Jornal Tribuna Ribeirão

Taxa de transmissão em RP sobe para 0,93

© Reuters/Direitos Reservados

A taxa de transmissão (Rt) do coronavírus em Ribeirão Preto retomou a tendência de alta no período pós-feriado da Proclamação da Repúbli­ca, celebrado em 15 de no­vembro, e segue em evolução nos últimos sete dias. Era de 0,56 em 17 de setembro. No dia 10 de outubro estava em 1,05. Passou grande parte do mês passado na casa do 0,70.

Na última sexta (19) era de 0,86. Era a 13ª mais ele­vada do estado. No domingo (21) chegou a 0,91, a 10ª mais alta, na segunda (22) bateu em 0,92 e nesta terça-feira (22) subiu para 0,93, a nona maior taxa. Significa que 100 pessoas podem transmitir a doença para outras 93. O li­mite considerado aceitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 1,00.

A Secretaria Municipal da Saúde deixou de divulgar, diariamente, o boletim epide­miológico da covid-19, que agora será apresentado toda sexta-feira. O último saiu na sexta-feira (19) sem anúncio de morte em decorrência da doença. A cidade já ultrapas­sou a barreira de 2.990 vítimas.

O avanço da vacinação freou a propagação da do­ença. A marca de três mil mortes deve ser batida entre novembro e dezembro. Até agora são 2.995. Novembro já tem onze mortes, mas ape­nas uma foi computada no boletim. O recorde de óbitos em 24 horas é de 3 de junho, de 26 óbitos.

Óbitos ano a ano
O total de mortes por co­vid-19 em menos de onze meses de 2021, de 1.951, já é 86,9% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (de março a dezem­bro), de 1.044. São 907 a mais. De 26 de março de 2020, data do primeiro óbito, a 15 de ja­neiro deste ano, data da milési­ma morte, foram 297 dias.

Para chegar a dois mil fo­ram 122 dias. Atingiu essa marca em 17 de maio. Ou seja, já são 186 dias sem atingir três mil. A taxa de letalidade da pandemia é de 2,7% e neste ano está em 2,8%. Por sexo, as vítimas da covid-19 são 1.663 homens (55,5%) e 1.332 mu­lheres (44,5%).

Casos de coronavírus
Ribeirão Preto tem 112.803 casos de coronavírus e, neste ritmo, o número de pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 na cidade talvez nem ultrapasse a barreira de 115 mil este ano. Se isso ocorrer, será em de­zembro. Somente em 2021, Ribeirão Preto soma mais de 70 mil casos confirmados. São 70.824, alta de 68,7% em relação aos 41.979 do ano passado, 28.845 a mais. O recorde de infecções em 24 horas foi registrado em 9 de junho, de 726. São 326 casos em novembro, 18 por dia.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com