A conexão entre música e marcas é de longa data! Quem não lembra de uma música de um comercial que o marcou ou que começou a cantar quando a ouviu dentro de uma loja?! Mas, para além dessas experiências, as estratégias entre marcas e músicas estão cada vez mais amplificadas para permitir que a identificação com o público-alvo seja assertiva.

Analisando essas tendências, o POPline.Biz é Mundo da Música conversou com a Tecla Music, agência de music branding há mais de 12 anos no mercado, especializada em curadoria e gestão sonora para marcas. A agência já realizou trabalhos para empresas como: Spotify, Universal Music, Canal OFF, Casa Natura e Natura NY, TIM Music, Zee.Dog entre muitas outras.

Na conversa, os profissionais Julia Millen, Head de Comunicação, Conteúdo Digital e Marketing; e Paulo Sattamini, Diretor Criativo e sócio da Tecla Music, destacam, de forma conjunta, a importância da criação da identidade musical, atuação da agência e oportunidades para o setor apontado como uma das principais estratégias e diferenciais para 2021.

“Há mais de uma década acreditamos na música como plataforma de comunicação e conexão entre marcas e pessoas. Com a chegada e consolidação do streaming, perfis e playlists ganharam um status que antes não existia, disparando o alcance da música no digital e mudando completamente a forma como ela é consumida, tanto para ouvintes, quanto para gravadoras e artistas”, aponta a Tecla Music.

Durante a pandemia, a agência conseguiu notar o aumento do interesse das marcas que buscam nos espaços digitais fortalecerem os laços com seus clientes, criando conexão através de música e gerando engajamento nas redes sociais.

“As marcas querem e buscam cada vez mais se diferenciar e mostrar sua personalidade e posicionamentos através de um branding bem construído, e a música se tornou parte desses valores. Há tempos que existe o cuidado com o som ambiente que é tocado nos estabelecimentos, com a oportunidade no digital, as marcas buscam ainda mais essa experiência 360 para seus clientes, por meio da música no PDV (ponto de venda) que também pode o acompanhar no streaming, quando e onde ele quiser”, revela a agência.

Via Portalpopline