Três bancos lideram ranking de queixas

0
33

O Banco Pan ficou em primeiro lugar no ranking de reclamações contra institui­ções financeiras no terceiro trimestre de 2020, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 15 de outubro, pelo Banco Central (BC). Para a elaboração do documento, foram consideradas as institui­ções com mais de quatro mi­lhões de clientes. O BMG ficou em segundo lugar e o Banco Inter, em terceiro.

No período, o BC recebeu 1.464 queixas consideradas procedentes contra o Banco Pan, a maioria por “oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada”. O BMG recebeu 1.325 reclamações, a maioria delas também sobre problemas com o crédito consignado.

Já o Inter recebeu 869, sen­do a maior parte das reclama­ções sobre a não realização de débitos automáticos autoriza­dos pelo cliente, divergências em saques e depósitos em cai­xa convencional, problemas em transações por falhas hu­manas e problemas no resgate de aplicações.

Para elaborar o ranking, as reclamações procedentes são divididas pelo número de clientes da instituição finan­ceira e multiplicadas por um milhão. O índice gerado repre­senta o número de reclama­ções do banco para cada grupo de um milhão de clientes.

O resultado é, portanto, avaliado proporcionalmente à quantidade de clientes de cada instituição. Com esse cálcu­lo, o Pan ficou com o índice de 255,33. As queixas contra o BMG resultaram no índice 236,73. E o Banco Inter ficou com índice 126,38. O Banco Pan tem 5.733.561 clientes, o BMG tem 5.597.083, e o Inter, 6.875.798.

Entre os bancos com mais de quatro milhões de clientes, a Caixa Econômica Federal apareceu em quarto lugar no ranking com índice 49,1. Em seguida, na quinta colocação, vem o Santander, com índice 34,33. Na sexta posição vem o Itaú, com índice 32,3. O Ban­co do Brasil ficou na sétima posição, com índice 27,66. O Banrisul vem na sequência, em oitavo lugar, com índice 27,15.

Reclamações
A maioria das reclama­ções registradas pelo BC e consideradas procedentes é por irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, ao sigilo ou à legi­timidade das operações e ser­viços relacionados a operações de crédito (3.062) e em inter­net banking (2.654). No total, o BC considerou procedentes 23.926 queixas de clientes con­tra os bancos no país.

A insatisfação com servi­ços e produtos oferecidos por instituições financeiras pode ser registrada no BC, e as re­clamações ajudam na fiscaliza­ção e na regulação do Sistema Financeiro Nacional. Quando chega ao Banco Central, a re­clamação é encaminhada para o banco, que tem prazo de dez dias úteis (descontados sába­dos, domingos e feriados) para dar uma resposta, com cópia para o BC.

Os canais de atendimen­tos do BC estão disponíveis na internet, pelo aplicativo BC+Perto, por correspondên­cia, presencialmente ou pelo telefone 145. O Banco Central recomenda que a reclamação seja registrada, primeiramente, nos locais onde o atendimento foi prestado ou no serviço de atendimento ao consumidor (SAC) do banco, nas ouvido­rias das instituições e nos ór­gãos de defesa do consumidor.

Comentários