Jornal Tribuna Ribeirão

Vacina contra a covid-19 – RP já soma 52.221 faltosos

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo emitiu um alerta nesta semana aos 4,3 milhões de faltosos que ainda não compareceram aos postos para tomar a segunda dose das vacinas contra a covid-19 re­tomem às unidades de saúde para completar a imunização.

Em Ribeirão Preto, se­gundo a Secretaria Municipal da Saúde, a meta é vacinar 646.126 pessoas a partir de 12 anos. Segundo a pasta, 91,9% dos ribeirão-pretanos imu­nizados com a primeira dose retornaram para receber a se­gunda carga, ou 594.105 do público-alvo, mas o número de faltosos passa de 50 mil.

São 52.221 munícipes que não procuraram alguma das 38 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) para receber a segun­da dose, ou 8,1% do público­-alvo. Por faixa etária, a maior defasagem está no grupo das pessoas de 18 a 39 anos. São 30.851 (4,8% do total estima­do pela secretaria, de 646.326 ribeirão-pretanos).

Depois aparecem os adul­tos de 40 a 59 anos, com 11.004 faltosos (1,7%), os menores de 18 anos – de 12 a 17 anos – (7.800 não receberam a segun­da carga, 1,2%) e os idosos de 60 anos ou mais (são 2.439 fal­tosos, 0,4%). Segundo a Secre­taria Municipal da Saúde, os dados foram atualizados nesta quarta-feira, 24 de novembro.

São pessoas inicialmente imunizadas com as vacinas Coronavac/Sinovac/Butantan, AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e Pfizer/BioNTech. Por en­quanto, não há definição sobre as doses de reforço do imuni­zante Janssen, da Johnson&­Johnson, que até então era de dose única.

O “Vacinômetro”, ferra­menta da Companhia de Pro­cessamentos de Dados do Es­tado de São Paulo (Prodesp), passa por ajustes técnicos, se­gundo nota enviada à redação do Tribuna, por isso os dados não são atualizados desde se­gunda-feira (22).

Até a manhã de terça-fei­ra (23), Ribeirão Preto havia aplicado 1.130.494 doses de vacinas contra a covid-19. De acordo com a plataforma, 551.699 pessoas haviam rece­bido a primeira carga, 493.622 a segunda, 20.383 a dose única e 64.790, a de reforço. Soman­do o total de imunizados com dose única, a segunda e a ter­ceira carga, de 578.795, a taxa de “ribeirão-pretanos” com “ciclo vacinal avançado” chega a 80,4% da população.

Ribeirão Preto tem 720.116 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geogra­fia e Estatística (IBGE). Porém, segundo a Secretaria Munici­pal da Saúde, o público-alvo é formado por 646.326 cidadãos de 12 a 90 anos. Neste caso, o índice é de 89,6%.

Já as pessoas que recebe­ram apenas a primeira dose representam, respectivamente, 76,6% e 85,4%. Ribeirão Pre­to recebeu mais 96.814 doses de imunizantes na terça-feira (23), o que não ocorria havia mais de um mês, desde 20 de outubro. O número de vaci­nas enviadas pela Secretaria de Estado da Saúde para a ci­dade subiu de 1.235.596 para 1.332.410.

No Estado, o balanço se­manal contabiliza 867,8 mil pessoas que ainda precisam completar o esquema vacinal com o imunizante Coronavac, outras um milhão da AstraZe­neca e 2,6 milhões da Pfizer/ BioNTech. O governador João Doria (PSDB) disse que São Paulo vai promover uma ação de reforço vacinal para inten­sificar a aplicação da segunda dose e da dose de reforço.

A iniciativa vai ocorrer en­tre os dias 1º e 10 de dezembro nos 645 municípios do estado. No total, 201 mil idosos acima de 60 anos devem procurar as unidades básicas de saúde para completar seu esquema vacinal. Entre 50 e 59 anos, são 267 mil pessoas; entre 40 e 49 anos, 438 mil faltosos e entre 30 e 39 anos, o número é de 707 mil pessoas.

Na faixa etária entre 20 e 29 anos, 1,4 milhão de pessoas ainda precisam tomar a segun­da dose da vacina e entre os adolescentes, de 12 a 19 anos, o número chega a 1,3 milhão de faltosos. Por isso, a pasta refor­ça as orientações para que as pessoas retornem aos postos.

São necessárias duas do­ses tanto da vacina do Bu­tantan (intervalo de 28 dias) quanto da Fiocruz (oito se­manas) e da Pfizer (21 dias). Caso o prazo seja ultrapassa­do, o cidadão deve procurar um posto assim que possível para completar a imunização.

As prefeituras são respon­sáveis pela busca ativa dos va­cinados, mas o governo de São Paulo apoia a ação com o envio de mensagem via SMS e por e-mail à população para lem­brar a data da segunda dose conforme pré-cadastro realiza­do no site Vacina Já ou no mo­mento da aplicação da vacina.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com