Vacinação ‘drive thru’ vai até sexta-feira

0
34
Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Secretaria Municipal da Saúde vai disponibilizar, a par­tir desta quarta-feira (25) e até sexta-feira, 27 de março, na Esplanada do Theatro Pedro II, no Quarteirão Paulista, Centro Histórico de Ribeirão Preto, a vacinação contra a gripe (in­fluenza) pelo sistema “drive thru” para idosos a partir de 60 anos e com dificuldade de mobilidade. As pessoas não precisarão sair do veículo para a aplicação da dose.

O atendimento será das 8h30 às 16 horas nos dias 25, 26 e 27 de março. Para ser vacina­do é preciso levar documento de identificação, como Registro Geral (RG, a cédula de identida­de) ou Cadastro de Pessoa Física (CPF), e carteira de vacinação. A vacina só não será aplicada para moradores que estiverem em estado febril, atendendo reco­mendações dos profissionais da saúde. Os veículos terão acesso à Esplanada do Pedro II e segui­rão sinalização para saída.

O tráfego no local está sendo reorganizado pela Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp) e Polí­cia Militar para atender a popu­lação. A vacinação contra a gripe para idosos, público priorizado nesta etapa, continuará ocorren­do normalmente nas escolas até a próxima sexta-feira (27), das 8h30 às 16 horas.

Em Ribeirão Preto, são es­timados cerca de 78 mil idosos e a meta é vacinar pelo menos 90% dessa população – em dois dias, entre segunda (23) e ter­ça-feira (24), haviam sido imu­nizados quase 31 mil pessoas, mais de 44% dos 70.200 que são o público-alvo. Na área do De­partamento Regional de Saúde (DRS-XIII), a meta é imunizar 163.137 homens e mulheres com mais de 60 anos e 48.567 profissionais da área da saúde – médicos, enfermeiros e aten­dentes. Em todo o Estado de São Paulo, o objetivo é atingir 15,4 milhões de pessoas (90% da po­pulação-alvo).

Nesta primeira etapa, a campanha é destinada à va­cinação exclusivamente de idosos (pessoas a partir de 60 anos) e ocorre em escolas e centros comunitários próxi­mos às unidades de saúde. Na área do DRS-XIII, o Estado espera imunizar 509.252 pes­soas até o final da campanha, somando todos os públicos. Segundo o Boletim Epidemio­lógico do Departamento de Vigilância em Saúde, divulga­do nesta terça-feira, Ribeirão Preto registrou o primeiro caso de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) do ano – o paciente contraiu o vírus da gripe A não subtipado.

Neste ano, a pasta investi­ga 75 casos – cinco de janeiro, onze de fevereiro e 59 de mar­ço e todos estão sendo testados também para o coronavírus (covid-19). Segundo dados da Divisão de Vigilância Epide­miológica (DVE) da SMS, Ri­beirão Preto fechou 2019 com 13 mortes por gripe. São sete óbitos por H1N1, quatro por H2N e dois não subtipados. Em 2018, durante quatro me­ses seguidos, a secretaria con­tabilizou 23 mortes por causa de alguma cepa da “gripe A” – a maioria por H1N1 e H3N2.

Em 2017 foram constatadas cinco mortes na cidade, mas em 2016 treze moradores fale­ceram, além de uma em 2015 . Em cinco anos, Ribeirão Preto acumula 55 óbitos por “gripe A”, além de 304 casos confir­mados. Em 2019, a cidade re­gistrou 62 casos de influenza de 260 investigados. Neste ano, a pasta investiga 46 casos – cin­co de janeiro, onze de fevereiro e 46 de março.