Agrishow 2019: vai começar o show do campo

0
350
FOTOS: J.F.PIMENTA

Começa nesta segunda-feira, 29 de abril, no Polo Regional de Desenvolvimen­to Tecnológico dos Agro­negócios do Centro-Leste, em Ribeirão Preto, a 26ª Feira Internacional de Tec­nologia Agrícola em Ação (Agrishow). Considerada o maior evento a céu aberto do setor em todo o mundo, com área de 520 mil metros quadrados – expansão de 18% em relação aos 440 mil m² das edições anteriores –, a feira deve faturar 10% a mais do que em 2018, chegando perto ou até passando da casa de R$ 3 bilhões. A Feira ter­mina no dia 3 de maio e deve gerar mais de cinco mil em­pregos temporários. Devem participar da abertura oficial da Agrishow, na segunda-fei­ra, o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) e o go­vernador do estado de São Paulo, João Dória (PSDB), entre outras autoridades.

Na edição do ano passa­do, o evento movimentou R$ 2,7 bilhões em cinco dias. Com alta de 10%, o fatura­mento vai saltar para R$ 2,97 bilhões, aporte de R$ 270 milhões, mas pode superar os R$ 3 bilhões com as tran­sações que serão finalizadas durante o ano. São esperados 159 mil visitantes, mesma quantidade de 2018 e mais de 800 marcas expositoras, nacionais e internacionais – vindas dos Estados Unidos, Argentina, França, China, Índia e Turquia –, além de re­presentantes de 83 países.

O evento é uma inicia­tiva das principais entida­des do agronegócio no país: Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Asso­ciação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Associação Nacio­nal para Difusão de Adubos (Anda), Federação da Agricul­tura e da Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) e Socie­dade Rural Brasileira (SRB).

Este ano, os organizado­res investem para melhorar, ainda mais, a experiência dos produtores rurais e demais profissionais do agronegócio que frequentam o evento. Na entrada da feira, os visitantes receberão material informa­tivo sobre os serviços dispo­níveis, incluindo locais dos restaurantes, praças de ali­mentação, food trucks, posto médico, sanitários, áreas de descanso e trajeto do trans­porte interno, sempre com o objetivo de facilitar a visita, atendendo, dessa maneira, todas as expectativas.

Feira deve gerar R$ 3 milhões em negócios

“Vivemos um momento muito positivo em termos de economia geral do país. A agricultura continua sendo um dos principais impulsio­nadores do crescimento eco­nômico e acreditamos que isso se refletirá também nos negócios realizados durante a Agrishow 2019, principal­mente por ela incorporar, na edição deste ano, diversas áreas e arenas relacionadas à Agricultura Digital”, afirma João Carlos Marchesan, pre­sidente da Abimaq.

Mais de 159 mil pessoas devem participar do evento

Para atender toda a cadeia produtiva, as novidades vão desde insumos, passando por sistemas para agricultura de precisão, plataformas de mo­nitoramento até soluções de armazenagem, transporte e logística. Para isso, terá atra­ções como a Arena de De­monstrações de Campo, com cultivos e tratos de horticul­tura no Espaço HF, de cura­doria da Coopercitrus, bem como a demonstração de outros produtos inovadores para o agro; a Arena de Ino­vação, um espaço destinado às startups do agronegócio e voltado à conectividade no campo; a Arena do Produ­tor Artesanal, que vai reunir produtores de café, cachaça, doces, embutidos e outros produtos e o Lounge Jurídi­co, onde os visitantes podem tirar suas dúvidas legais.

Arena de demonstrações de campo
Apresentações tecnológicas, com o destaque para as áreas de plantio e de horticultura e para as máquinas e produ­tos inovadores para o agro. Com mais de 6 mil m², a área de horticultura, chamada de Espaço HF, terá curadoria da Coopercitrus e será voltada para inovações, irrigação, orientação e tecnologia, com uma estrutura que contará com estufa, corpo técnico especializado, e um portfólio completo para atender as especificidades da área.

Arena do conhecimento

Apresentações tecnológicas, com o destaque para as áreas de plantio e de horticultura e para as máquinas e produ­tos inovadores para o agro. Com mais de 6 mil m², a área de horticultura, chamada de Espaço HF, terá curadoria da Coopercitrus e será voltada para inovações, irrigação, orientação e tecnologia, com uma estrutura que contará com estufa, corpo técnico especializado, e um portfólio completo para atender as especificidades da área.

Arena de Inovação

Espaço destinado às startups ligadas ao agronegócio e volta­das à conectividade no campo. Serão dez startups participan­tes, que apresentarão soluções inovadoras e importantes para o segmento, como por exemplo, automatização agrícola, siste­mas e drones de pulverização, drones para captação de dados e imagens, plataforma para ins­talação de painéis solares, APP de gerenciamento de pessoas e gestão de fazendas, sistema de informação em tempo real para pecuária e soluções tecnológi­cas embarcadas em campo.

Arena do produtor artesanal

Espaço para os produtores de queijos, vinho, café, mel, doces, dentre outros, ressaltando o valor agregado do produto final.

Empresa investe na limpeza e reciclagem de resíduos

Na Agrishow, Seleta tem responsabilidade de cuidar do bem-estar de colaboradores e visitantes da feira

Quem frequenta e participa deste megaevento muitas vezes não consegue dimensionar a quantidade de empresas e pessoas que atuam em sua parte estrutural. A Seleta, empresa especializada em limpeza, varrição de vias e gerenciamento de resíduos (coleta, transporte e des­tino final para tratamento), faz parte do time das empresas que fazem a Agrishow acontecer.

Somente para esta 26ª edição do evento em Ribeirão, mais de 105 colaboradores foram contratados. No total, 700 pontos de coletas de resíduos (recicláveis, madeira e rejeitos), foram instalados em pontos estratégicos da feira e 14 banheiros para limpeza diária. E não apenas na Agrishow. A Seleta trabalha em parceria com 35 prefeituras e tem em seu portfólio mais de 1.000 empresas.

O trabalho realizado pela empresa preza, acima de tudo, pela responsabi­lidade com o meio ambiente. Em 2018, mais de 670 toneladas de resíduos como madeira, não recicláveis e recicláveis foram destinados para tratamen­to. Utilizando a tecnologia a seu favor, a Seleta conta com uma estrutura mo­derna e utilização de softwares que auxiliam na gestão ambiental. Segundo o presidente da empresa, Thiago Moretti Balberde, o trabalho da Seleta tem como missão encontrar a melhor destinação para todo tipo de resíduo.

“Fazemos o trabalho de gerenciamento total dos resíduos, o que engloba desde o controle e desenvolvimento de soluções para diminuir a geração de resíduos como a coleta, como o transporte e a destinação final correta. Temos cinco plantas de aterros sanitários, que contam com di­versas técnicas de tratamento e aproveitamento energético dos resíduos recebidos”, destaca Balberde.

Na Agrishow, o trabalho da Seleta é de cuidar do bem-estar dos traba­lhadores e visitantes da feira, proporcionando um ambiente limpo, orga­nizado e sustentável com reaproveitamento de quase 50% dos resíduos gerados pelo evento.

“Fazemos o trabalho de gerenciamento total dos resíduos”, destaca Thiago Moretti Balberde

Agrishow 2019
Data: 29 de abril a 3 de maio
Horário: das 8h às 18h
Público esperado: 159 mil
Marcas em Exposição: 800
Área de Exposição: 520 mil metros
quadrados
Países participantes: 83
Local: Rodovia Prefeito Antônio
Duarte Nogueira, Km 321 – Ribeirão
Preto – SP

Comentários