A 25ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow) terminou nesta sexta-feira, 4 de maio, com recorde de faturamento, mas com o mesmo público do ano passado. O balanço ofi­cial indica que o evento mo­vimentou R$ 2,7 bilhões em cinco dias, R$ 400 milhões acima da previsão dos orga­nizadores, de R$ 2,3 bilhões, e R$ 500 milhões a mais que o montante de 2017, de R$ 2,2 bilhões, alta de 23%.

Já o número de visitantes continuou o mesmo da edi­ção anterior. Segundo levan­tamento parcial, passaram pelo Polo Regional de De­senvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Cen­tro-Leste (quilômetro 321 da Rodovia Antônio Duarte Nogueira), em Ribeirão Preto, 159 mil pessoas. A feira deste ano contou com área de 440 mil metros quadrados, com estandes de mais de 800 mar­cas do agronegócio. Em 2017, o público aumentou 4,6%, de 152 mil pessoas em 2016 para 159 mil, sete mil a mais.

Um dos setores que tam­bém aumentou o faturamento foi o da Rodada Internacional de Negócios. Este ano, a feira iniciou negócios de US$ 17 milhões– previstos para serem fechados nos próximos 12 me­ses. Já durante os cinco dias da Agrishow, US$ 6 milhões fo­ram concretizados. Empresá­rios de 16 países como Nigéria, África, Peru e Irã adquiriram equipamentos no evento.

Francisco Matturro: quando o produtor está otimista ele investe

Segundo o presidente da Agrishow, Francisco Matturro, o aumento nas vendas mostra que o produtor rural está confiante e isto é resultado de fatores como o câmbio, da safra que foi muito boa e das intempéries da agricultura argentina que em razão de um período de seca esta perdendo de 16 a 20 milhões de toneladas de soja. Isso fez o mercado in­ternacional se movimentar. “E quando o produtor está otimista ele investe”, afirmou.

Matturro ressaltou ainda que a partir de amanhã inicia uma nova empreitada para garantir o sucesso da Agrishow do próximo ano. “Vamos trabalhar para que a Feira de 2019 seja maior e melhor do que a deste ano. E vamos conse­guir”, completou.

Duarte Nogueira: feira movimenta toda cadeia produtiva da região

Presente na coletiva de im­prensa, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira Júnior (PSDB), lembrou que a Agrishow é a síntese do Brasil que a popula­ção quer, seja por sua organiza­ção, trabalho e sucesso. “A região ganhou muito com a Agrishow, pois ela movimenta toda cadeia produtiva regional, como por exemplo, o hoteleiro que durante a feira fica com toda sua capaci­dade totalmente esgotada. Isso, nos 80 hotéis da cidade como nos dos municípios da região”, afirmou Nogueira.

Ele também destacou que a Administração Municipal dará todo o suporte necessário para que a Agrishow de 2019 seja a melhor de todos os tempos. Também participaram da co­letiva o presidente da Abimaq, João Carlos Marchesan e o pre­sidente de honra da Agrishow, Maurílio Biagi Filho, entre ou­tras autoridades.

 

Raio X da Agrishow

Melhoria na estrutura viária – Este ano houve melhorias na estrutura principalmente para facilitar o acesso de visitantes e expositores. Entre elas, maior sinalização viária além de um acordo com a Polícia Militar Rodoviária com o objetivo de fa­cilitar o tráfego no entorno da Agrishow. Mesmo assim, dia­riamente em horários de pico – inicio e término da Feira – o congestionamento no Anel Viário Sul era quilométrico.

Expositores – mais de 800 marcas nacionais e internacionais participaram do evento nas áreas: Máquinas e Implementos Agrícolas, Agricultura de Precisão, Agricultura Familiar, Armaze­nagem (silos e armazéns), Corretivos, Fertilizantes e Defensivos, Equipamentos para Irrigação, Centros de Pesquisa e Universi­dades, Equipamentos de Segurança (EPI), Ferramentas, Finan­ciamentos e Serviços Financeiros, Máquinas para Construção, Peças, Autopeças e Pneus, Pecuária, Produção de Biodiesel, Sa­carias e Embalagens, Seguros, Sementes, Software e Hardware, Telas, Arames e Cercas, Válvulas, Bombas e Motores, Transpor­tes (veículos, aviões, caminhões e utilitários).

Atividades paralelas – A Feira também teve muitas ativida­des paralelas com total sinergia com as demandas do produ­tor rural. A Arena do Conhecimento e a de Demonstração de Campo foi um verdadeiro show de difusão de conhecimento e de tecnologia. As demonstrações de campo, por exemplo, fomentaram o uso de ferramentas inovadoras no campo para maximizar produção e, principalmente, para que os produto­res façam o uso racional de insumos e sustentável do solo.

Rodada Internacional de Negócios – A 19ª Rodada Interna­cional de Negócios reuniu fabricantes brasileiros dos setores de máquinas, implementos agrícolas, e equipamentos de irri­gação, com compradores estrangeiros, vindos da Suíça, Áfri­ca do Sul, Etiópia, Irã, Nigéria, Peru, Quênia, Rússia, Tanzânia e Zimbábue, especialmente ao Brasil para essas reuniões, fortalecendo a imagem do Brasil como fabricante de bens de capital mecânico.

Comentários