GOVERNO DE SÃO PAULO

A Secretaria Municipal da Saúde anunciou no início da noite desta terça-feira, 11 de maio, a suspensão do agen­damento e o cancelamento da aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 por­tadores de Síndrome de Down com idade entre 18 e 59 anos, pacientes transplantados imu­nossuprimidos com 18 a 59 anos e pessoas com deficiência permanente com 55 a 59 anos de idade não há mais vagas.

Segundo a pasta, “um erro de comunicação induziu a um agendamento indiscriminado de pessoas fora das categorias especificadas.” Eram 2.400 va­gas para este público, incluin­do grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto) com comor­bidades a partir de 18 anos.

A vacinação estava mar­cada esta quarta-feira, 12 de maio, em 35 Unidades Bási­cas de Saúde (UBS’s) de Ribei­rão Preto, mas foi transferida para sábado (15), a partir das oito horas, sem agendamento prévio e em unidade de saúde que ainda será definida pela secretaria.

Os acamados destas cate­gorias podem receber a vacina em sua própria casa, por meio do Serviço de Atenção Domi­ciliar (SAD). Basta entrar em contato com a unidade de saú­de mais próxima ou no próprio SAD, pelo telefone 3977-7111.

Para pessoas com deficiên­cia permanente será obrigató­ria a apresentação do compro­vante de Benefício Prestação Continuada (BPC) para rece­ber a vacina.

No local de vacinação (UBS a ser definida), as pessoas devem apresentar algum documento oficial com foto – Registro Geral (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH), entre ou­tros –, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de resi­dência atualizado.

No restante do estado de São Paulo, a vacinação para pacientes com algumas do­enças ou condições crônicas começou na segunda-feira (10). Pessoas com Síndrome de Down, transplantados e pacientes em terapia renal (di­álise) estão sendo vacinadas. O público-alvo deste grupo é for­mado por 120 mil indivíduos, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde.

São 50 mil pessoas com Síndrome de Down, 40 mil pa­cientes renais em tratamento de diálise (terapia renal substi­tutiva) e 30 mil transplantados em uso de imunossupressores. Nesta terça-feira (11) começa a imunização dos trabalhadores de transporte dos sistemas me­troviário e ferroviário.

Em 18 de maio, será a vez dos motoristas e cobradores de ônibus municipais e inter­municipais. A categoria reúne cerca de 165 mil pessoas. Tam­bém a partir desta terça-feira (11), pessoas com deficiência permanente que têm entre 55 e 59 anos e recebem o Benefí­cio de Prestação Continuada (BPC) também darão início à vacinação contra a covid-19.

Já na sexta-feira (14), pes­soas com deficiência perma­nente na faixa de 50 a 54 anos poderão tomar a primeira dose do imunizante na cam­panha contra o coronavírus. A vacinação em Ribeirão Preto depende da chegada de novos lotes de vacina contra a co­vid-19, segundo a Secretaria Municipal da Saúde.